Ler contos eroticos

Compartilhe
Favoritos | Feeds

Comida pelo pedreiro.

Postado 12/10/2011 em Fetiches

 

Ola meu nome é Silvia, sou morena, cabelos negros e longos, seios pequenos com os bicos grandes, bumbum médio e coxas grossas.
sou casada a 8 anos e amo muito meu marido e sei que ele me ama, e depois de tudo isso, mais ainda.


Meu marido acorda cedo pra ir trabalhar, e sempre que pode, aproveita que eu to de ladinho na cama e me come, ainda que eu esteja dormindo, eu acordo com muito tesão e molhadinha com a porra dele.


Um certo dia, não foi diferente, já tínhamos tranzado a noite, com auxilio de um consolo que meu marido enfiou em meu cuzinho, enquanto comia minha xana, e logo cedo, ele acordou pra ir trabalhar e antes, me comeu gostoso, eu tava que maio acordada, meio dormindo, até que ele gozou me deu um beijo e foi se aprontou, tomou café e foi trabalhar.


Eu fique na cama, toda melada e não resisti, vendo aquele consolo do lado no criado mudo e aproveitando que tava toda melada enfiei o consolo com tudo na minha xana e comecei a me masturbar gostoso. enfiando alguns dedos no cuzinho e trocando com o consolo. aquilo tava uma delicia, eu gemia, gozava, enfiava mais forte, e gozava de novo. estava me acabando toda.


Só que tinha um problema, meu marido tinha esquecido de avisar que o pedreiro iria vir em casa terminar o banheiro, e quando eu olhei , toda acabada pela porta do quarto, tava la, o pedreiro e o servente, com uma baita benga na mão se masturbando por minha causa.
eu fiquei totalmente constrangida, tentei me cobrir, correr pro banheiro, esconder o consolo mas não adiantava mais de nada.
Os dois tinham visto tudo, o pedreiro fdp veio pra cima de mim, com aquela baita benga, dava uns dois do meu marido e foi agarrando meus peitos e chupando com vontade. sua outra mão procurou e achou minha xana, toda arregaçada e lascou dois desdos dentro de mim, como se não bastace, o servente que era um pouco menor de pica, me puxou pra berada da cama e enfiou toda sua pica no meu cuzinho, eu gritei, ou melhor, tentei gritar pois o pedreiro ta tava enfiando sua pica na minha boca, ate onde dava pra ele enfiar, não entrou nem metade e já me deu ancia, ele socava, parecia que tava comendo minha bucetinha, enquanto o outro arreganhava meu cuzinho apertado;


Enquanto eu tentei pela ultima vez fugir daqueles dois, o pedreiro deitou na minha cama, com aquele baita pau pra cima, duro feito uma arvore e o servente me jogou em cima dele, entrou quase tudo na minha bucetinha, coitada, nunca tinha sentido uma coisa tão grande e grossa dentro dela, meu marido me comia gostoso, mas o pinto dele, naquela hora perdeu feio.


O pedreiro foi socando, e foi me melando por dentro, e eu fui sentindo aquilo tudo entrando dentro de mim, ate que eu sentei totalmente em cima dele, sentindo as bolar roçando minha bundinha.


O  pedreiro deitado por baixo de mim, apertava meus peitos e meus bicões, deixando eles maiores ainda, te tanto chupar eles.
O fdp do servente, aproveitou que eu empinei a bunda pra cima, e veio com tudo de novo, enfiou seu pinto ate o talo no meu cuzinho que ate então so tinha levando aquele consolo que nem era tão grande assim.


Por fim, sentindo os dois naquele vai e vem, eu me entreguei toda, já que tava na chuva mesmo e toda arreganhada, queria era gosar.

Senti pela primeira vez, que estava sendo totalmente preenchida, podia sentir os dois pintos se esfregando dentro de mim, ate que veio aquela quentura, o pedreiro gozou dentro de mim, não tive como fugir, fiquei ainda mais preenchida. o pedreiro me empurrou de lado, derrubando o servente que tava em cima de mim e veio por cima, enfiando aquele cacetão na minha boca pra eu limpar ele, eu fiquei com muito nojo, nunca tinha colocado o pinto do meu marido na boca, depois dele ter enfiado em mim, quanto mais depois de gozar, mas fazer o que, tava tão passada de tesão que chupei toda a porra que ainda tava dentro dele, como se fosse um bezerrinho mamando. então o pedreiro saiu e foi a vez do servente, que começou a se contrair todo, saiu do meu cuzinho que agora já era cuzão e veio metar na minha boca, gozou tudo na minha garganta, eu me afoguei, me gozei, vixi fiquei louca, bebi tudinho.


Fiquei largada na cama o dia todo, toda melada, quando meu marido chegou, me viu naquele estado, ficou desesperado, eu tentei explicar pra ele, disse que agora tava tudo bem, que queria tomar um banho.
Ele me carregou até o banheiro, e depois do banho, me colocou de novo na cama e queria saber o que tinha acontecido.
Eu contei tudo pra ele, disse no fim que tinha gostado apesar de tudo dei um beijo nele e dormi gostoso.
no dia seguinte, foi outra historia. depois eu conto.


Tags: contos eroticos comida pelo pedreiro o pedreiro me comeu traindo o marido contos de fetiches fetiche

categorias