Ler contos eroticos

Compartilhe
Favoritos | Feeds

Iniciando com sucesso

Postado 28/05/2012 em Gays

 

Como contei no ultimo conto, me chamo Pedro Fernando, tenho 23 anos, e essa história e continuação da primeira vez que eu e o Felipe fizemos uma 'coisa mais seria'.
Já tinha cerca de um mês que tínhamos nos conhecido, e estávamos super próximos. Obviamente, todos já tinham notado que tínhamos nos aproximado muito rápido.
Apesar de muito próximos, não tínhamos feito nada além de beijos e umas 2 chupadas, durante esse mês, um pouco por receio meu (não sou do tipo que transa de primeira com conhecidos, quando eu acho que tem futuro eu enrolo um pouco para deixar as coisas mais emocionantes).
Era uma sexta feira e tínhamos aula no sábado. Apesar de toda a pressão feita pelo meu irmão, que a principio não foi muito com a cara do Felipe e nem vice-versa, eu não iria desistir dele, e achei que a melhor idéia era tentar fazer eles ficarem amigos.
A principio, senti um pouco de ciúmes da parte meu irmão, afinal eu tinha 'abandonado um pouco ele', principalmente no intervalo que ao invés de ficar mascando as meninas com meu irmão, eu ficava com o Felipe.
Pedi ao Felipe fizéssemos uma 'festinha privada' no seu apartamento, mas ele me disse que o pessoal do prédio iria criar problemas, e como eu tinha conhecidos no prédio dele achei melhor não insistir. Quando terminou a aula, fui direto para a garagem com meu irmão, um pouco fugindo do Felipe. Apesar de Conformado, eu estava com um pouco de raiva do Felipe, pois parecia que ele não fazia questão nenhuma de fazer amizade com meu irmão(e hoje em dia eu sei que realmente não fazia).
Quando estava entrando no carro, o Felipe começou a né ligar, mas eu inventei uma desculpa pro meu irmão e coloquei meu cel disfarçadamente no silencioso.
Quando cheguei em casa tinham 4 chamadas dele e uma mensagem. Fui ler a mensagem já imaginando que seria uma bronca dele, mas para minha surpresa era ele chamando eu e meu irmão para irmos pro seu ape, que ele tinha chamado três minas da sala dele.
Minha primeira reação foi ficar puto de ciúmes, mas depois eu pensei que era justamente esse meu plano, e que seria um sacrifício que teríamos que fazer pelo meu irmão.
Falei com meu irmão que de cara já falou que não animava, mas após muita insistência, e orkut das minas que eram realmente gatas meu irmão acabou animando.
Liguei para o Felipe para confirmar, e ele me disse que as mínimas já tinham confirmado, e que sugeriu que dormíssemos lá depois e fossemos direto para aula no dia seguinte.
Falei com meu irmão, que interpretou isso como sendo certeza que as meninas iriam dar para a gente aquela noite, e acabou animando mais anda.
Quando chegamos, o Felipe ainda estava sozinho. Meu irmão, que ainda não sabia de nada da vida do Felipe, disparou a perguntar tudo, por que ele morava sozinho, etc, e por incrível que pareça em menos de 20 mins acabaram criando uma amizade que eu não tinha conseguido influenciar em um mês!
Cerca de uma hora, algumas doses de vodika, e partidas de guitar herói depois, as minas chegaram.
Bom, vou descreve-lãs rapidamente. A Bia era uma ruiva, 1,60, bem marinha e uma carinha de anjo. A Lúcia era uma morena, um pouco mais alta e com cara de uns três anos mais velha, do tipo gostosa, com um peito e uma bunda de chamar atenção, e um jeito meio Muleque que não sei descrever. Por fim, a terceira e ultima era a Julia, a única das três que já 'conhecíamos', afinal ela e a miss do cursinho. Loira, 1,66, um corpo escultural, e uma cabeça que não tem nada!
Começamos a conversar e servimos bebidas para as meninas. Descobri que a Bia era da mesma cidade do Felipe, que se conheciam dês de pequenos pois eram vizinhos de muro,
Começamos a conversar e já tínhamos percebido que meu irmão estava babando na Julia. Foi quando eu disse que estava com fome e sugeri que fossemos para a cozinha preparar alguma coisa, mas meu irmão disse que ficaria na sacada conversando com a Julia, entao acabou indo eu, Felipe, Lúcia e Bia.
Quando chegamos na cozinha, o Felipe e a Bia dispararam a falar, não calaram a boca um minuto. A Lúcia nos contou que tinha 25 anos, e já era advogada, o que me deixou intrigado, afinal o que uma mulher de 25 anos, formada, estava fazendo em uma festa de garotos do cursinho?
Acabei soltando essa pergunta sem querer, um pouco por causa da bebida, e ela me disse que a noite ainda me guardava muitas surpresas.
Ficamos cerca de três horas na cozinha conversando e fazendo um espaguete ao molho pomodoro com frutos do mar (sou apaixonado por cozinhar, e o Felipe tinha todo tipo de comida que se possa imaginar em casa, afinal ele tinha uma governanta só para cuidar da alimentação dele!).
Quando Terminamos, já estávamos todos bem íntimos e bêbados de vodika, whiskys tequila, e percebemos que estava faltando algo: meu irmão e a Julia.
Ao chegarmos na sala, a saca estava fechada. Não queríamos atrapalhar, mas não resistimos a dar uma espiada e vimos que os dois estavam se agarrando.
Demos algumas risadas e fomos para a cozinha comer sem eles perceberem.
O Felipe arrumou a mesa para comermos, a cozinha dele tem tipo uma copa separada para almoço, com uma mesa para quatro lugares retangular, e na hora que fomos sentar, para minha surpresa, o Felipe mandou as minas sentarem juntas e eu e ele sentarmos do outro lado.
Eu dei uma de hetero, e mandei ele sentar com a Lúcia pois eu sentaria próximo da Bia, eu já sabia que ele e a Bia não iam se pegar, entao resolvi investir precionar ele e a Lúcia, e eles começaram a rir, eu não intendi, foi quando o Felipe me contou o grande mistério da noite: as duas eram namoradas!!!!!
Fiquei muito puto na hora, e perguntei o que aquilo significava, e o Felipe todo atencioso vai me pedir desculpas, e disse que não conseguiria me ver beijando outra mina dentro da própria casa, entao ele falou com a Bia que e a menor amiga dele e que sabe dele, e juntos eles planejaram de arrumar a Julia que já era meio afim do meu irmão para ele, e ela fingiria que me pegaria, e a Lúcia fingia que pagaria o Felipe, assim o Felipe ganharia pontos com meu irmão e de quebra meu irmão ainda pegaria a miss do cursinho.
Apesar de puto, ele falou de uma maneira tão atenciosa que não agüentei e perdoei. Ele veio para me dar um beijo na frente das meninas, mas eu recusei, e disse para ele nunca mais tentar fazer aquilo comigo na frente de ninguém.
De qualquer maneira, já que era para fingir, pedi para fingirmos direito, e sentarmos na mesa eu e a Bia de um lado, e ele e a clara do outro.
Quando estávamos terminando de comer, meu irmão e a Julia chegaram na cozinha putos por que não tínhamos chamado-os. Nos rimos, e eu acabei abraçando a Bia para fingir que estava pegando ela.
Eles comeram, e resolvemos ver um filme, afinal já eram quase 3:30 da manha e tínhamos que levantar 6:00!!
Fiquei arrumando a cozinha com as meninas em quanto meu irmão e o Felipe escolhiam um DVD no meio da coleção.
Quando chegamos na sala, os dois estavam brigando entre homem aranha e batman, o que fez as meninas terem uma crise de risos, e falaram que elas mesmo escolheriam o DVD. Aproveitando o clima 'romântico' da noite, as meninas decidiram assistir Titanic, e como todo mundo já tinha visto, não demorou nem 30 minutos para cairmos no sono.
Meu irmão estava entrado em uma espreguiçadeira grande que tem no canto da sala com a a Julia, e nos quatro estávamos no sofá que era tipo uma cama também.
Quando percebi que meu irmão já estava roncando e a Julia também já estava dormindo, chamei o Felipe e fomos para o quarto dele despistadamente.
O quarto dele ficava no fundo do corredor, o que nos garantia mais privacidade. 
Entramos e ele foi logo trancando a porta, tudo em silencio para ninguém ouvir. Demos um beijo longo, e ele me perguntou se eu tinha gostado da surpresa. Eu disse primeiro que não, pois não sabia que a Bia sabia, mas ele me falou que tinha feito aquilo para me agradar, e eu acabei ficando de boa. Começamos a nos beija, quando ele me pediu um minuto, foi até o armário e tirou uma caixinha e me entregou. Fiquei meio assustado e perguntei o que era. Ele riu e falou que era presente. Quando abri, para minha surpresa, era um chaveiro da Cartie, eu ri e perguntei o que era aquilo, quando ele pegou outra caixinha e me disse:
Queria te pedir em namoro, mas sei que vc não vai usar nada que possa dar espirro, por isso comprei esses dois chaveiros que vai ser nossa aliança, se seu irmão perguntar, eu ganhei dois iguais e te dei um. Juro que fiquei emocionado com a criatividade dele, pois até o cuidado de colocar em uma caixinha igual de uma aliança ele teve, demos mais um beijo e falei que iria adorar namorar com ele.
Começamos a nos pegar, aproveitando que já estavam todos dormindo, mas diferentemente, dessa vez foi uma pegada mais forte. Ele começou a tirar minha blusa e eu a dele, entao ele me disse para tirarmos tudo pois se não iria amarrotar, eu ri e acabei concordando e ficando só de cueca, ele olho para mim e me perguntou meu conceito de tudo, e nisso tirou toda a sua roupa, inclusive a cueca, ficando completamente nu na minha frente.
Apesar da experiência, na hora não sabia bem como agir. Fiquei um tempo olhando para ele, como ele era gato, aquela pele, aquele cabelo, aqueles olhos, tudo nele me exitava.
Começamos a nos beijar, e ele me abrandando e me dando uma pegada como nunca tinha dado antes. Pegava na minha bunda e nas minhas costas, fazendo uma 'massagem' ao mesmo tempo forte e com carinho, foi quando ele abaixou, terminou de tirar minha cueca, e começou a me chupar, com muita vontade. Sentei em uma cadeira que tinha no canto do quarto e deixei ele me chupando. Quando ele começou a passar a mão na minha bunda, querendo passar no meu cu. Não tenho costume de ser passivo, porém na hora, estava super exitado e deixei ele fazer o que quisesse. Ele começou a lambem meu saco, quando me deitou mais, me deixando apenas com as costas apoiada no acento da cadeira e entrou por baixo da minha perna chupando meu cuzinho. Eu já estava indo a loucura essa hora, quando ele me virou, e me colocou de quatro, e começou a chupar e a colocar o dedo dentro. Falei para ele que não tinha custume de dar, e ele apenas deu uma risada falando que tinha percebido isso já, pois eu era 'bem feichadinho', mas que aquele seria meu presente de namoro. Como estava gostoso, decidi deixar ele continuar, mas pedi que ele pegasse uma camisinha, o que foi prontamente atendido.
Ele me chupou com uns 10 mins, quando me falou que já estava preparado, entao encostou a cabeça do seu pau em mim e já foi colocando tudo para dentro. Não sei ao certo por que, mas imagino que pelo fato e esta gostando dele, não senti muita dor na hora, foi mais prazer mesmo.
Ele me comeu assim por mais um tempo, e depois sentou na cama e pediu para que eu sentasse no colo dele de frente para ele, beijando ele ao mesmo tempo que ele me comia, posição essa que acabou gozando. 
No final, ficamos mais um pouco beijando com ele dentro de mim ainda, quando decidimos tomar uma ducha e voltar para a sala.
Tomamos uma ducha correndo, o Felipe jogou a camisinha fora, e fomos para a sala. Quando chegamos, a Bia e a Lúcia não estavam na sala de tv. Fomos procurar elas e acabamos achando as duas no quarto de empregada se pegando!! Começamos a rir delas, quando elas olharam que estávamos de cabelo molhado falaram que era elas que deveriam estar rindo da gente, e acabamos caindo na risada.
Voltamos para a sala de tv, e meu irmão e a Julia ainda dormiam como anjos, e cochilamos por mais uma meia hora no sofá, eu com a Bia e o Felipe com a Lúcia.
Na hora de levantar, e que foi aquele sofrimento, pois ninguém conseguia acordar. Empurrei meu irmão para tomar banho no quarto do Felipe para ver se ele acordava, mas para o meu azar, o Felipe não tinha dado descarga e a camisinha ainda estava lá. Ele me perguntou o que tinha acontecido, e e disse que tinha comido a Bia e o Felipe a clara. Ele riu e falou que bem que tinha notado que tínhamos saído os quatro da sala durante o filme...
Bom, espero que tenham gostado, depois conto para vocês da primeira vez que comi o Felipe ;)
Desculpe, pelo péssimo português, e que já esta tarde e estou digitando pelo iPad.

Tags: contos gays contos eroticos ler contos gays ler contos eroticos gays

categorias