Ler contos eroticos

Compartilhe
Favoritos | Feeds

Acordei com o pau na boca

Postado 20/06/2012 em Heterosexuais

 

Ele acordou com o pau na minha boca.

 

Oi, para os que ainda não nos conhecem somos um casal totalmente liberal, e que tira todo prazer que o sexo pode nos dar. 

Eu particularmente sempre fui muito tarada e louca por sexo. Nao dispenso uma boa foda. Uma vez em casa com meu marido (Marcelo) acordei no meio da noite com muito tesão. comecei a me acariciar, começando pelos meio seios que já estavam com o bicos durinhos, fui descendo e enfiei a mão por dentro da calcinha que já estava molhada, e minha buceta molhada esperando levar uma pica bem gostosa. Olhei para o lado e Marcelo dormia profundo, Achei que ele não iria se importar se eu brincasse um pouco com ele. Com cuidado para não acorda-lo me abaixei na cama e devagar fui tirando seu short e deixando a mostra aquele pau delicioso. Com muita fome comecei a chupá-lo com vontade, e não é que mesmo dormindo seu membro reagiu a minha boca. Lambia sua cabeça com muito carinho e sugava aquele liquido que já começava a escorrer. Chupei como se daquilo dependesse minha vida, como é bom sentir um pau latejando na minha garganta.  Meio dormindo ainda Marcelo percebeu que não era um sonho e começou a fuder minha boca como se estivesse metendo minha buceta. Como estava muito relaxado, acabou gozando logo enchendo minha boca daquela porra grossa e meio doce. Já acordado lhe disse que era hora de retribuir o gesto e me deitei de frente para ele abrindo minhas pernas para o alto deixando totalmente arreganhada minha buceta e meu cú. Para excita-lo mais ainda enfiei os dedos no meu cu e o abri para ele dizendo: Olha só o que vc vai ganhar se fizer tudo direitinho!!!

 Não precisou de mais nada pra ele cair de boca e começar uma maravilhosa chupada, lambendo desde o meu cuzinho ate minha xota, que há essa hora já estava cheia de suco, ele me lambia e enfiava a lingua fazendo voltas dentro de mim. Teve uma hora que chegou a escorrer pelo canto da sua boca. Não sei dizer quantas vezes gozei naquela língua, tanto que apertava e puxava com forças seus cabelos para que ele enfiasse ainda mais a língua em mim. De repente com força ele me virou na cama e de uma só vez sem me avisar nem nada enfiou no meu cu aquele cacete duro e latejando, Com estocadas fortes que cheguei a soltar um grito misturado de dor e tesão.  Me dava tapas na bunda e me chamava de tantos nomes, me falava: Vai puta, mexe esse rabo gostoso no meu pau, mostra que puta que se preza leva pau sem gemer. Quanto mais ele falava mais eu rebolava, e para provoca-lo comei a xinga-lo tb: Vai filho da puta mostra do que esse pau é feito, me mostra como vc sabe comer um cu. Só para provocar quem mora do lado segurei com as duas mãos a cabeceira da cama, fazendo assim um tremendo barulho enquanto era fodida. meio toda torta abri a mesinha de canto  e peguei um vibrador que sempre mantenho a mão(para as noite de solidão, rs)  

dei para ele e disse: me enche toda, mete na minha buceta tb. Ofereci meu vibrador pra ele chupar que,  sem preconceito, lambeu de cima em baixo e  foi enfiando com carinho na minha buceta que eu já estava abrindo com os dedos, deixando aquele burado aberto e arreganhado como ele gosta. Assim toda cheia, com o pau do Marcelo metendo no meu cu e aquele vibrador socando minha buceta, gozei feito louca, nem sei dizer quantos espasmos tive, minhas pernas tremiam de tanto prazer. ficamos ali um bom tempo naquela foda louca e desesperada, como se fosse a primeira vez. Quando estava perto de gozar Marcelo me perguntou se eu queria engolir de novo porra (já que a primeira tinha sido na boca), ou se queria levar porra no cu. Quase sem conseguir falar direito pedi que enchesse meu cu de porra. Não demorou e ele atendeu meu pedido e gozou muito, e mesmo assim continou com as socadas até seu pau escorregar para fora, deixando meu cu arregaçado. Como eu sei que ele gosta, fiz força para  jogar aquela porra pra fora, e ele com o pau meio mole na mão, esfregou a porra que escorria da minha bunda, pra dentro da minha buceta me  lambuzando toda. Quando conseguimos recuperar o folego, já estavam tocando o interfone. Com certeza algum vizinho chato, ou louco pra participar da festa.

Se gostou deixe seu comentário e aguardo outras historias, pois temos muitas... 


Tags: contos heteros ler contos eróticos contos heterosexuais ler contos de heteros ler contos eróticos de heteros

categorias