Comeu a nora.

  • 15 de Fevereiro de 2018
  • 29380 views

 

Embora eu sempre tivesse sido um desses homens que atentam as sobrinhas, com caricias e muito prazer, pois desde os 20 anos descobri a grande atração por mulheres mais novas, neste caso, eram primas e depois veio a geração das sobrinhas e nesta faixa as coisas andaram muito dinamica, pois eramos muitos irmaos e a cada casamento nasciam pelo menos duas ou tres meni9nas que logo atingiam a idade da curiosidade.

 

 

Sou um homem hoje aos 55 anos, com 1,70 de altura, 100 Kg, branco e já meio cansado dos apertos e com a consciencia um pouco pesada pelo que posso ter provocado em muitas menianas e para minha tranquilidade moro longe de todos que podem me odiar, nmoro na capital paulista onde a meu ver é quase impossivel ter as liberdades do interior, onde as garotas vivem nas casas de visinhos e parentes e são nestas oportunidades que a gente sente o desejo aflorar e entao executamos planos que trazem infinitos momentos inesqueciveis.

Não nego que ousei em demasia com sobrinhas e primas, eram presas  mais facies, curiosas e tambem procuravam saber e conhecer e como eu não sabia negar, topava aqueles momentos pra mim ate hj inesqueciveis e acho que para elas tbm, hj ainda sonho em ter amis alguma, mesmo sabendo do risco, mas, é um desejo tao grande que não consigo controlar.

Meu filho casou-se e infelizmente com uma garota do corpo fisico pequeno, deve ter  pelo menos 1,60 e pesa 50 kg, loirinha, linda, seu corpo é lisinho e muito gostoso, branquinha, eu diria, uma deusa.

Desde o inico do namoro, não nego que fiquei entusiamado, foi a primeira vista, senti uma tesão enorme e busquei olhares e encontrei uma meiguice e uma certa timides ao notar que meus olhos direcionavam nas suas partes intimas, como seios e pernas e sempre sorrindo protegia-se com mãos e o que tivesse  na sua frente.

O tempo passou e as oportunidades foram aumentando, porém, o meu lado lúcido e consciente dominavam e controlavam qualquer investida que pudesse surgir e inibiam minhas ousadas buscas olhisticas no corpo dela, porém, parecia que ela tambem começava a deixar transparecer certa alegria ao perceber as buscas, isso é meu ponto de vista, pois jamais conversei com ela a respeito e siquer imagino o que ela pensa a respeito.

O Casamento foi realizado, lua de mel, tudo tranquilo não fosse ir morar exatamente há duas casas do casal, com o tempo nos aproximamos e a cada dia mais intimos ficavamos, agora sob a mesa de jogo de baralho eu já procurava seus pés para  tocá-los e por inumeras vezes fui acieto, mas, por algum golpe de lucidez da parte dela tudo era reiniciado de tmepos em tempos, mas,  o tratamento agora era diferenciado, a fixação nela estava explicita e todos passaram a notar e acontecue a oportunidade de uma fofoca onde ela acabou dizendo a meu filho que eu a tratava diferente e se assim fosse era porque eu teria certo interesse nela….

Com jeito ele falou comigo, foi uma situação dificil e me neguei a esclarecer, disse-lhe que a questão deveria ser tratada diferente, que dar continuidade poderia trazer certos sofrimentos e ele aceitou…..

Foram dias dificeis mas aos poucos voltou ao normal, agora com distanciamento, porém, certo dia sentados no sofa o pé dela ao ser balançado expontaneamente acabou encostando no meu, foi uma sensação indiscretivel, olhei e calculei a distancia e percebi ali que o toque não foi sem querer, continuei ali ate que senti outra vez o mesmo toque e entao achei que deveria investir novamente no jogo de sedução iniciado há pelo menos 3 anos.

Em duas oportunidades pude ver de perto seus seios pelo decote, naquele dia acho que ela se deixou ser vista, pois escancaramente olhei seus bustos e ela estava no pc e a materia era devorada com tanto interesse que ate hoje não sei se era memso estudado ou so uma pretexto para que eu pudesse estar ali a seu aldo e olhar os seios lindos e inesqueciveis.

Com intençao de esclarecer a situação, certa vez estavamos sozinhos em minha casa e que se diga de passagem, ela sabia que aquele momento estaria e sempre ia la, perguntei se o casamento deles estava bem, e se ele atendia seus desejos e a tratava como gostava, ela disse que sim e que mantinha dialogo com o marido a respeito, hoje não sei s efiz bem, mas, desde entao noto uma mudança incrivel nela, pois se afastou, evita ficar sozinha comigo e não da mais oportunidades como estava no final.

Acredito que este tratamento pode ser a finalização deste desejo ou não, pois,, pela experiencia de vida que tenho é quase um sinal que quando voltar sera definitivo, que acabarei fazendo mais uma vez a coisa errada pra mais tarde me arrepender.

Não posso deixar de dizer que desde que a conheci a sinto como uma safada e que certamente colocara meu filho em situação dificil, ou seja, ela vai cornear ele, embora eu repita, nunca ela demonstrou nada seja atraves de atitudes ou outra coisa.

Sei que muitas mulheres casada ou não vao ler este conto, que mais é um relato, gostaria de receber e mail com suas opiniões e posso via  e mail ou MSN dar mais esclarecimentos para opinar e enfim dizer se realmente eu tenho o interesse dela ou se eu que to vendo coisas onde não devia.

Contos relacionados

© 2018 - Ler Contos Eroticos