Ler contos eroticos

Compartilhe
Favoritos | Feeds

Como conheci minha gostosa

Postado 20/06/2012 em Heterosexuais

Como conheci minha mulher.    Eu prestava serviços para uma firma, um dia cheguei lá e tinha uma secretária nova, ela era loira, alta bonita e tinha umas pernas longas, branquinhas e deliciosas, fiquei louco para comê-la.   Estava sentado esperando o pessoal me chamar para a reunião, de frente ela sentada na mesa com um uniforme bem gostoso. Tipo saia curta colada e blazer e para completar uma sandália que deixava os pezinhos de fora uma delicia pois adoro isto, obs. tinha salto a sandalhinha dela..    Nós começamos a nos olhar disfarçadamente, eu estava ficando cheio de tesão naquela mulher, pois era muito gostosa. Era um tipo de mulher que nos vemos que é seria mais por outro lado gosta de ser notada e atrair a atenção para ela.   Nada das caras me chamarem para a reunião. Com isto o clima foi melhorando e ficando até posso dizer um cheiro de sexo no ar: A atração foi tão forte que ela começou a investir mais na provocação, quando me dei conta e olhei por baixo da mesa dela ela estava com as pernas semi abertas e um detalhe delicioso. Sem calçinha. Ela fingiu que não tinha notado, mais eu sabia que ela estava me mostrando de propósito. Fiquei louco falei vou comer  não terá jeito.   Meu pau já estava a ponto de explodir era muito tesão, sendo que nunca tínhamos nos visto na vida.   De repente sai da sala os caras da firma, e me falam que terei que esperar por pelo menos 1 hora pois havia acontecido um imprevisto e que teriam que resolver , eu como quem não quer nada e já com a intenção de pegar a secretária falei : tudo bem espero sem problemas.     Eles saíram e eu fiquei só com  aquela mulher. Levantei e perguntei o nome dela, ela respondeu Ângela e o seu, Marcelo muito prazer.   Não me contendo mais abri o jogo: ângela não sei porque , não consigo explicar mais estou totalmente alterado por estar aqui com você, Ângela por sua vez responde: eu também sinto o mesmo.   Me aproximei dela e peguei em sua mão, que estava tremula e suada. Ela retribuiu!   Me sentindo mais a vontade fiz carinho no rosto dela e prontamente ela foi receptiva.   Com isto eu que não sou bobo comecei a me aproveitar da situação. Tirei a minha mão de seu rosto e fui deslizando  para baixo ate chegar a altura dos seios semi amostra no blazer meio aberto. Coloquei minha mão dentro e comecei a aperta-los e acaricia-los, ela fechou os olhos e ficou toda molinha com ar de quem queria dar.   Quando senti que rolou, peguei a mão dela e coloquei para ela sentir o volume de pau  na calça, modesta parte um volume bom. Ela aceitou e se admirou no volume, ficando com mais vontade ainda.   Ela abriu meu zíper e puxou minha pica para fora. Olhou e falou nossa é lindo , grosso, grande , lisinho e com veias saltadas do jeitinho que gosto.   Ângela caiu de boca sem pensar ela até revirava os olhos mamando na pica.   Pensei achei uma mulher de verdade que sabe o que quer e sabe como fazer nossa que delicia de boca esta puta têm!  Ela agarrada no pau  chupando feito louca e com a xota escorrendo que chegava a marcar a cadeira dela falei vou comer agora , quero fuder esta mulher.  Levantei ela da cadeira e fiz ela debrusar sobre a mesa , quando ela debuxou foi umk sonho : Em baixo daquela saia tinha uma buceta linda grande , gulosa e toda molhada, sedenta para levar uma pica,    Abri a buceta dela com as mãos dei uma bela chupada e enterrei o meu pau bem fundo naquele bucetão. Ela gritou e gemeu não se agüentando . As pernas dela tremiam muito  quase não conseguia parar de pé.    Fudi, fudi , fudi, ai não agüentei mais e falei Ângela  já estamos neste ponto então vou comer seu rabo também , sem dar chance dela falar algo tirei meu pau de sua xota e enterrei sem dó no cú dela sem pensar.    Ela gritou  e até saiu um pouco de lagrimas dos olhos, mais ao mesmo tempo fazia cara de quem estava gostando muito daquilo pois parecia novo para ela.   Falei para ela quero gozar puta: ajoelhe na minha frente e abra esta boca gostosa piranha.   Ela mais que prontamente ajoelhou e abriu aquele bocão gostoso que sabe chupar um pau. Gozei enchendo aquela cara e boca de porra, com muita porra, ela se sentou no chão cansada e me olhou e perguntou você gostou Marcelo? Eu respondi claro Ângela você é o tipo de mulher que eu gosto e que amo ter, amei nosso foda e se você quizer teremos muitas outras. Ela respondeu: Que depois desta trepada não quer e sim precisa de muitas outras. Encontramos nossa cara metade dentro e fora da cama. O quê acabou em casamento e muitas outras historias.


Tags: contos heteros ler contos eróticos contos heterosexuais ler contos de heteros ler contos eróticos de heteros

categorias