Ler contos eroticos

Compartilhe
Favoritos | Feeds

Siririca na Marginal Tietê

Postado 25/10/2011 em Masturbação

Olá! Não vou perder tempo com minhas características, vou direto ao que interessa...



A algum tempo, eu estava parada ma Marginal Tietê em SP, um trânsito inexplicável, parado mesmo, com o motor do carro desligado, algumas pessoas até saíam de seus carros, foram pelo menos umas 4 horas P A R A D A no mesmo lugar...



Eu estava numa fase meio carente a uns 3 ou 4 meses sem sexo, um fogo acumulado... depois de algum tempo ali parada no que alguns caminhões que também estavam ali e um deles um pouco mais à frente, de modo que eu via o motorista e ele me via. Percebi que ele estava me olhando e tentando chamar minha atenção, até que conseguiu, quando dei por mim, ele sorria, me mandava beijos, com gestos pedia meu telefone, etc. acabei rindo pois a cena era engraçada.... foi então que ele se empolgou e começou a fazer alguns gestos me convidando para transar... a princípio fiquei irritada, mas na seca e observando que era um homem forte, bonito, aparentava uns 35 anos, começando a ficar grisalho, com braços fortes até mesmo por conta de sua profissão, olhos de (Lobo Mau), era notável que se tratava de um homem experiente, começo a me deixar excitada o fato de saber que ele me desejava... Estava calor, era verão, eu estava de saia e uma blusinha um pouco curta e não era apertada, ele estava sem camisa, dava para ver várias tatuagens que desenhavam cada músculo em seus braços e me fazia imaginar até onde iam aquelas tatuagens...



Ele me mostrava algumas revistas de sexo explícito e gesticulava, me convidando para fazermos igual, aquilo estava me deixando louca, e o medo das pessoas perceberem, o que pensariam de mim??? Mas a este ponto eu já estava molhadinha, sentia minha bucetinha quente e latejando, uma vontade imensa de sentir um pau gostoso me comendo. Neste momento, ele se levantou um pouco do banco e me mostrou aquele pau imenso, e duto, dava pra ver todas aquelas veias, uma cabeça linda, parecia desenhada a mão, eu enlouqueci e imediatamente passei a língua em meus lábios com uma cara de putinha bem safada, ele não acreditou, fez uma cara que parecia ter sentido minha língua em seu pau e gesticulando ele perguntou se eu queria chupar, na mesma hora acenei com a cabeça dizendo que sim... Ele era maluco e com a mão me chamava para ir ao seu caminhão.... Pode??? Eu acenava com a cabeça dizendo que não...



Num certo momento, eu percebia pelos movimentos dele, que ele estava se masturbando, ele fazia caras lindas e gesticulava pedindo para eu mostrar meus seios, eu estava tão louca que nem olhei para os lados e coloquei um dos meus seios para fora, comecei a acariciar o biquinho, colocava o dedo em minha boca e esfregava bem no biquinho, ele fazia caras e bocas, acho que até sentia meu gosto... seu movimentos foram ficando mais acelerados, as caras que ele fazia me deixavam louca, eu então desci minha mão, já que estava de saia, comecei a me masturbar também, ele seguiu minha mão com o olhar e enlouqueceu, ele continuava a me chamar, mas eu não tinha coragem, apesar da vontade, eis então que ele levantou seu corpo um pouco e eu pude vê-lo gozando, era muita porra, voava longe, espirrava para todo lado e ele gemia alto, acho que todos ouviram.... eu não acreditava, gozei logo em seguida também e ele ficou ali, me assistindo e com uma cara muito safada....

Por um segundo me derreti, me relaxei no banco do meu carro e esqueci totalmente o lugar que estava, quando eu abri os olhos, ele estava descendo do caminhão e vindo até mim, eu entrei em pânico, mas ele veio, eu tirei a mão da minha bucetinha e me cobri depressa. Ele me disse... Não cobre não, deixa eu ver, levanta a saia pra mim??? Eu levantei um pouquinho e ele enfiou sua mão toda gozada dentro de mim e disse .... nossa!! Você gozou gostoso, como eu.... a mão dele era enorme, ele era capaz de me pegar no colo sem esforço nenhum, fiquei louca imaginando as coisas que ele poderia fazer comigo, ele metia o dedo em mim e olhava em volta dando risada, eu gozei novamente com aquele dedo que mais parecia uma rola de tão grande que era, quando gozei, ele tirou o dedo de mim e chupo dizendo....quero sentir seu gosto... Que loucura.... que delícia...

Ele deu a volta, entrou no meu carro, eu estava morrendo de vergonha, medo, tesão, vontade, era tudo junto...



Conversamos por horas, até o trânsito normalizar, trocamos telefones e sempre que ele vem para SP, nos encontramos e trepamos gostoso, ele é muito forte e eu muito baixinha, ele me pega com uma só mão e faz o que quer comigo, é muito bom.... Daqui uma semana ele passa por aqui e virá com um ajudante, disse que está louco para me pegar junto com o ajudante dele e praticar dupla penetração comigo, estou com medo, nunca fiz isso, mas confesso que me masturbo todos os dias só imaginando os dois me comendo ao mesmo tempo...


Tags: masturbação ler contos eróticos batendo punheta sexo e masturbação ler contos de masturbação ler contos eróticos de masturbação siririca

categorias