Ler contos eroticos

Compartilhe
Favoritos | Feeds

Sexo no escritório

Postado 07/10/2011 em No Emprego

Trabalho numa multinacional no departamento de controladoria.

Numa certa ocasião a empresa foi fiscalizada e precisamos fazer horas extras sem fim. Numa noite, lá pela 01:00 da manhã eu e "Linda" estávamos cansados. Já tinhamos separado um monte de notas fiscais quando disse a ela: vamos relaxar um pouco!! e ela concordou e levantou e foi ao banheiro e eu fui e espiei. Ela é branca, 1,71 de altura, bundão, coxão, só os peitos que são pequenos. Quando ela saiu do banheiro estava sentado bem na berada da cadeira e o meu pau estava latejando fazendo um volume na calça. Ela sentou de frente e olhou e ficou vermelha. Ela é casada e tem uma filha. Dei risada levantei e fui fazer massagem nos ombros dela e ela não falou nada, somente fechou os olhos e eu então fui descendo as mãos. Massagei os ombros, depois as costa, virei a cadeira e ela ficou com as costas toda pra mim. Levantei a camisa, ela não falou nada, soltei o sutiã, ela não falou nada. Então comecei a beijar aquela costa quente com cheiro de mulher. E ela começou a gemer baixinho. Beijei depois comecei a mordiscar e lamber. E ela só respirando fundo e gemendo. Coloquei meu pau para fora já melado e encostei nas costas dela. Ela respirou fundo e debruçou na mesa. Agarrei ela por trás e comecei a acariciar os peitos, ela voltou a posição normal então tirei a blusa dela e chupei com força e vontade aqueles peitos brancos com mamilos marrons e aréolas enormes e marrons. Ela procurou meu pau e começou a abrir minha calça, eu ja tinha tirado a cueca então saltou para fora minha pica imensa e grossa com veias saltadas (23 cm) e ela pois a mão na boca e disse nossa nunca tinha vista uma tão grande assim e eu perguntei o tamanho do pinto do marido dela e ela disse 15 cm e fino e acrescentou agora sou sua puta faz de mim oque você quiser sempre sonhei ser comida por um pintudo se eu soubesse que você era assim ja tinha de dado antes. Enfiou na boca e chupou, lambeu, bateu na cara, bateu nos peitos, bateu na bunda,nas coxas, ela queria aproveitar o máximo o meu pinto. E eu só esperando a hora de enfiar nela. A hora que tirei a calcinha dela coloquei ela em cima da mesa e levantei as pernas dela dei uma chupada violenta na buceta meladissíma, suguei o clitoris ela gritou e gritou comecei a encher ela de tapa e falar grita puta gostosa, grita, grita rabuda e ela ficou fora de si e dizia chupa chupa minha buceta, enfia logo, arregaça minha xana, quero com violencia, me bate mesmo bate, enquano eu dava uns bons de uns tapas na bunda nas coxas na cara nos peitos. Meti com tanta vontade que assim que comecei a meter ela gozou e gritou demais e ficou como se tivesse morrido. Enquanto ela se recobrava eu chupei o corpo inteirinho, até o cuzinho apertadinho eu chupei muito. A hora que ela abriu os olhos ela disse

cinco anos de casamento e o meu marido ainda não me deu oque você em 20 minutos me deu. Agora quero sexo anal e já desceu da mesa e ficou cachorrinho piscando o cuzinho lubrifiquei e comecei a enfiar e ela gemendo e falando ai ai vai arregaça meu cuzão, goza na minha bunda. Meti uns cinco minutos no máximo e avisei que ia gozar ela então falou sua primeira gozada é na minha boca e ajoelhou e chupou mais um pouco meu pinto e hora que fui gozar mirei na boca mais ela abaixou a cabeça e espirrei porra nos olhos e depois na boca. Quando acabei de gozar ela me forçou para deitar de costas no chão e esfregou a buceta molhada no meu corpo todo e gemendo. Depois desse dia inventamos horas extras muitas vezes; trabalhamos aos sábados. Certo é que eu estou noivo, ela ja era casada quando começamos e faz um ano e meio que essa loucura acontece. No escritorio, em hotéis a serviço da empresa, no carro. E, uma vez fui na casa dela e ela estava sozinha; o marido poe maior confiança em mim, acredita mesmo. Era sábado, quando cheguei ela abri o portão com o controle remoto e sumiu para dentro de casa. Quando entrei chamei ela e ela disse to aqui no quarto. Quando cheguei no quarto ela estava de sapato de salto, cinta liga, batom vermelho. joguei ela na cama e fizemos sexo por duas horas como loucos. Aconteceu de tudo com muito prazer. Levantei tomamos banho e quando estava saindo o marido estava chegando. Passei por ele de carro dei uma buzinada e liguei para ela que disse nossa ainda bem que você ligou estava esfregando sua cueca na minha buceta volta amanhã que ele vai trabalhar de novo. Voltei e voltei e voltei. Só de contar fico de pau duro. E agora estou no serviço e ela esta de férias. To comendo a cozinheira a Adriana. Outra rabuda, só que morena.


Tags: sexo no escritorio sexo escritorio comeu a colega de trabalho

categorias