Ler contos eroticos

Compartilhe
Favoritos | Feeds

Dei por dinheiro.

Postado 12/10/2011 em Travestis

Respondi a um anuncio que oferecia dinheiro em troca de favores sexuais.
Telefonei e estive a conversa, a proposta era simples, 100euros, vestida de menina, palmadas no rabo até ele se vir, aceitei.

Preparei-me antes de sair de casa, rapei os pelos das pernas, e vesti umas meias pretas até ao joelho, mini saia de folhos, soutian preto cueca de fio preto blusa branca, sapato de salto alto, peruca loira mas coloquei umas molhas com fitas rosas, maquilhei-me, baton rosa, sombra rosa, contornos nos olhos vesti um casaco comprido e fui para casa dele.

Chegando lá toquei a campainha e anuncei-me tal como a aluna para ter explicações, ele abriu a porta e subi até casa dele, la tirei o casaco e cumprimentei-o com dois beijos, ele levou-me até a secretaria e pediu-me para sentar na cadeirinha de criança, fiquei com os joelhos bem levantados, ele começou a fazer-me um ditado e claro cometi erros, que ele ao corrigir, teve de me castigar.

Então começou a apalpar-me a perna enquanto dizia os erros que cometi, ele pediu-me para me levantar e deitar ao colo dele, assim o fiz, senti ele a levantar a minha saia, a fazer festa no rabo, e começou a bater, e pediu para em cada palmada ir soletrando as palavras que errei, começei a ficar com o rabo a arder, ele parou e disse que eu assim nunca ia aprender.

Então levantou-me e pediu-me para me colocar a frente dele em cima da mesa de cafe, assim o fiz, ele então ajudou-me a ficar com o rabo bem levantado ficando eu com a cara em cima da mesa e joelhos, as mãos ficaram atras das costas amarradas com cordas, em seguida ele amarrou as pernas a mesa ficando impossibilitada de mover as pernas e as mãos, de seguida levantou a saia e ouvi um som estridente que caiu com uma lamina na minha nadega esquerda e gritei, auuuuu, ele estava a bater-me com uma cana, como fiz barulho ele foi buscar uma bola e amordaçou-me a boca, e continuou a bater sem para em cada nadega, começei a chorar de dor e a borratar a maquilhagem, consegui olhar para tras e vi que ele se estava a masturbar enquanto me batia com a cana, derrepente parou de bater, levantou-se começou a gemer e senti jatos de esporra dele a bater-me em cima das nadegas e como devia estar bem vermelhas ardia um pouco a esporra dele, mas aquilo começou a deixar-me exitada e ele notou ao qual, retroquio, hmmmmmm gostas de ser submissa não é menina.....

Depois de se vir e de se limpar, desatou-me e autorizou-me a limpar, e claro deu-me os 100euros e disse-me que se gostava de ser submissa teria um lugar especial em casa dele quando quisesse....


Tags: ler contos eróticos contos eróticos de travestis travestis

categorias