Ler Contos Eroticos » Fetiches » Convenci minha namorada a trepar com meu amigo

Convenci minha namorada a trepar com meu amigo

  • 6 de fevereiro de 2019
  • 119 views

Meu amigo comeu minha namorada na minha frente

Minha namorada acabou trepando com meu amigo depois que convenci ela. A Gabi, era toda certinha e bem tímida quando a gente começou a namorar. Ela com 18 anos, eu com 22 mas já era bem rodado em matéria de sexo. Hoje ela tem 20 e a uns meses atrás comecei a sentir um desejo enorme de ver minha namorada dando para outro cara. O Saulo, meu melhor amigo, sempre teve um tesão louco por ela, antes da gente namorar ele dizia direto, até que furei o olho dele, como o mesmo sempre fala, e peguei a gatinha pra mim.

Eu não ia dispensar uma gata como ela né? é moreninha, cabelos lisinhos até a cintura que é bem fininha, seios médios, bundinha gostosa branquinha, é uma perfeição de ninfeta. Com o tempo ela foi ficando bem safadinha, nossas transas foram ficando cada vez melhores, hoje posso dizer que ensinei tudo que gosto pra ela, mas com realção a algumas fantasias ela fica relutante. Com essa vontade de ver outro comendo ela, comecei a tocar no assunto e ela cortava. Eu tava me sentindo frustrado porque era um desejo que deixei acumular por um bom tempo e precisava disso pra me satisfazer.

Muita gente zoa, fala mal mas a realidade é que alguns homens gostam de ser corno mesmo, eu não ia curtir que ela fodesse com outro sem ser na minha frente, mas na minha presença tudo liberado, ela pode dar pra quem quiser. Um dia fui tomar um chopp com o Saulo e comentei:

-Cara, posso confessar algo? sempre tive vontade de ver você fodendo a Gabi.

-Sério mano? deixa de brincadeira porra!

-Não é brincadeira cara, eu até comentei com ela, mas ela me cortou.

-Puta merda, maluco, se eu soubesse disso antes tinha dado o papo na sua mina.

-Que nada cara, ela nem curtiu a ideia.

A gente continuou conversando sobre o assunto, ele encheu o saco pra eu convencer ela, pediu até pra deixar os dois sozinhos lá em casa qualquer dia que ele conseguiria convencer ela, mas tive uma ideia muito melhor. Resolvi fazer um jantarzinho para nós três, com um vinho e tudo mais. Comprei uma comidinha japonesa, os vinhos e deixei tudo pronto em um sábado, o dia que marquei com meu amigo e minha namorada.

Ela tava linda, bem maquiada, vestido justo curtinho, até pensei se ela não estava desconfiada de nada e por isso se vestiu desse jeito, mas como ela era caretona, afastei logo o pensamento, me aproximei, dei um beijo gostoso nela, comecei a deslizar as mãos pelo seu corpo e apertei sua bunda gostosa bem durinha. Ela soltou um gemido e no meu ouvido disse que já tava toda molhadinha.

Me deu vontade de comer ela ali mesmo mas ela me interrompeu dizendo que meu amigo iria chegar e pegar a gente. Ahh se ela soubesse que eu queria isso mesmo, queria tanto ver minha mulher levando pica de outro. Enfim, ele chegou, começamos a tomar um vinho, fomos comer um sushi. Comprei aqueles barcos repleto de sushis e a gente lavou a alma comendo e tomando um vinho geladinho. Tive a ideia da gente colocar uma música e ficar batendo papo na sala. Minha namorada passou por mim, dei um tapa na bunda dela e agarrei pra dar um beijo. Ela perguntou se eu tava louco fazendo isso na frente do meu amigo, aí resolvi dar umas indiretas e disse:

-Tenho certeza que ele tá doidinho pra ficar no meu lugar, quem ia resistir a uma gostosa como você passando assim com esse vestido sexy?

Ela ficou meio sem jeito, foi pra cozinha e eu segui ela. Cheguei por trás, dei um beijo no seu pescoço e disse:

-Vamos tentar relaxar amor, se passar dos limites você avisa que a gente para.

Ela me olhou, deu um suspiro e disse ok. Continuei beijando seu pescoço, fui descendo pelos seus ombros, mordi, levantei seu vestido e fiz ela ficar empinadinha com as mãos apoiadas na pia da cozinha. Botei meu pau duro pra fora e comecei a esfregar no seu rabinho gostoso, ela soltou um gemido mas toda hora perdia a concentração olhando se meu amigo não ia aparecer a qualquer momento na cozinha.

Fiz ela relaxar quando me abaixei, abri seu rabinho e soquei minha língua nesse cuzinho cheiroso e depiladinho. Comecei a chupar, e fui subindo, alcancei sua buceta com a língua e quando toquei no seu ponto de prazer, ela soltou um gemidinho baixo e bem safado.

Não aguentei e encaixei meu pau na sua entradinha e comecei a meter com ela. Foi uma delícia, ela tava louca, começou a rebolar gostoso e meu pau entrando forte dentro da buceta dela. De repente o Saulo apareceu e disse que a gente nem chamou ele para a festinha. Ele já apareceu de pau duro, colocou pra fora, minha namorada fez uma cara de susto, olhou pra mim, depois relaxou e continuou me dando. O meu amigo se aproximou dela, pediu um boquete, ela já tava entregue, no clima, caiu de boca e começou a mamar a pica dele enquanto eu fodia ela. Nessa hora ela parou de controlar os gemidos, começou a gemer alto, bem safada.

-Que boca gostosa sua namorada tem, cara, que delícia!

Ela sorriu safadinha, continuou mamando ele, levantei uma perna dela para aumentar o contato e enfiei minha piroca nela com mais força, soquei fundo na sua buceta, ela começou a gritar mas não parava de chupar meu amigo. De repente senti que não ia aguentar mais, depois de várias socadas o gozo se aproximou, segurei até onde deu mas acabei gozando na buceta da minha gostosa, enchi ela com meu leitinho.

Meu amigo trocou de posição comigo, ficou por trás dela beijando suas costas, seu pescoço e foi conduzindo ela pra cima da mesa. Ele encapou o pau, arreganhou as pernas dela e começou a comer essa safada todinha, ele socou o pau fundo e ela começou a gemer gostoso e tocar uma siririca enquanto era comida. Eu nem acreditei na minha mulher fazendo isso, não demorou, fiquei de pica dura de novo, mas fiquei só assistindo e tocando punheta com meu amigo socando nela.

-Que delícia de buceta, fica empinadinha pra mim, quero comer de quatro.

Ela obedeceu meu amigo, ficou de quatro, ele começou a socar na buceta dela de quatro, ela rebolava, gemia gostoso, nem parecia a mulher que tava relutante em fazer sexo a três. Ela tava é louca, rebolou no pau dele e bem safada pediu pra ele comer seu cuzinho. Meu amigo socou a vara no cuzinho dela, antes deixou tudo bem meladinho e o pau foi entrando aos poucos. Logo tava tudo enfiado e ela doidinha gemendo gostoso.

O pau dele entrava forte no cuzinho dela, eu ali na punheta me acabando assistindo a cena, ela gemia, pedia vara, mandava ele arrombar seu cu, ela tava toda suada de tanto rebolar no cacete dele, sentar, deu uma surra de cu no meu amigo safado. Ele comeu o cu dela um tempão, não aguentou e gozou também. Senti que tava perto de gozar de novo, cheguei perto dela, comecei a punhetar mais forte e quando o gozo veio, o jato de porra quente foi direto na sua boca. Ela como uma boa puta engoliu com vontade.

Foi uma experiência bem gostosa essa noite, ainda bem que minha namorada, hoje esposa, adorou e a gente sempre procura outros caras para fuderem com ela na minha frente e junto comigo.

Contos relacionados

© 2019 - Ler Contos Eroticos
Porno - Xvídeos - Xvideos - Porno Gratis - Sexo Amador - Videos pornográficos Xvideo Porno - Xvideos Pornor - - x videos - xxx - Filme Pornô - xvideo - Porno nacional Contos Eróticos - - Videos Pornos