Ler Contos Eroticos » Fetiches » Esposa fogosa dando para os lavadores de carro na praia

Esposa fogosa dando para os lavadores de carro na praia

  • 27 de outubro de 2018
  • 40 views

Esposa fogosa dando para os lavadores de carro na praia

Me chamo Joel, tenho 37 anos e sou casado uma esposa fogosa chamada Kátia, de 30 anos e por enquanto a gente não pensa em ter filho pra poder curtir nossa vida sexual como casal, já que sempre gostamos de uma putaria. Minha mulher sempre foi bem safadinha, mas conforme o tempo foi passando, ela foi ficando mais experiente na cama, eu também e ficamos mais safados.

Minha mulher curte uns menages e a gente as vezes chama as amiguinhas dela pra tomar uma cervejinha aqui em casa, fazer um churrasco no fim de semana, e sempre termina em putaria, eu comendo minha mulher e a amiga dela e vendo as duas se pegando. Nunca tinha rolado nada com homens mas minha mulher começou a curtir a ideia de dar para outro cara.

A gente começou iniciando ela com um amigo meu do trabalho, marcamos de tomar todas num barzinho e na volta fomos para um motel trepar gostoso e meu amigo traçou minha mulher na minha frente, fiquei só olhando o quanto ela tava fogosa na cama com ele. Minha mulher é uma verdadeira puta, ficou de quatro bem empinadinha, gemeu gostoso pra caralho quando ele botou no seu cu e eu que achei no começo que ia ter ciúme, acabei descobrindo que adoro ser corno e fiquei obcecado em ver ela transar com meu amigo.

Era sempre assim, ela se arreganhava pra ele na cama, olhava pra mim com cara de safada que queria rola e no fim das contas depois dele comer, sobrava pra mim aproveitar minha mulher toda lambuzada de gala de outro macho.

Eu me sentia humilhado e isso despertava meu tesão, me deixava de pau duro só de pensar. Um dia a gente resolveu exibir minha mulher na praia. Ela colocou um biquíni de telinha que deixava seus peitos enormes pulando e a parte de baixo era só um fio atrás e na frente mal cobria sua buceta.

É fácil demais pra minha morena chamar a atenção dos homens, ela é muito gostosa, tem 1,65 de altura, 55 quilos bem distribuidos, bunda empinadinha média, seios grandes e uma barriga negativa bem gostosa com um piercing no umbiguinho, cabelos lisos negros e olhos cor de mel, é espetáculo de mulher.

Ela foi comigo com seu biquíni branco e eu fui com uma sunga da mesma cor. Como sempre um monte de macho tarado secando minha mulher com os olhos e eu já estava com tesão, sentamos numa das mesas da praia, pedimos tira gosto e muita cerveja, e logo começamos a falar putaria, porque minha mulher quando bebe fica logo doida pra dar.

Fui com ela para o mar e lá dentro ela agarrou minha pica e começou a me masturbar gostoso pra caralho, minha pica ficou duraça e a safada só parou de meter a mão na minha pica quando eu gozei bem gostoso e enchi a mãozinha dela com porra misturada com a água do mar.

Tinha esquecido o bronzeador dela no carro, quando fui lá buscar um cara moreno, magrelo de boné, se ofereceu pra cuidar do meu carro, eu disse que daria uma grana pra ele e mandei ele olhar direitinho.

Quando volto pra mesa com minha mulher ela perguntou o que o cara queria, eu disse que era um cuidador de carros, ela então comentou que ficava com um certo tesão nesses caras com jeito de malandro, de noia.

Então resolvi brincar e perguntei se ela teria coragem de pegar aquele ali, ela disse que sim, que provavelmente ele tinha cheiro de macho e deveria ser bem pauzudo por ser magrinho.

A gente resolveu provocar e mandei minha mulher ir sozinha até o carro pra fazer qualquer coisa só pra ver a reação dele, mas quando ela foi, vi mais dois caras se aproximando, lavadores de carro dali também e os porras secavam minha mulher com vontade, teve um que pegou até na pica olhando pra o rabo dela, isso me deixou louco, como minha mulher é puta, eu pensei!

Foi gostoso demais assistir a ela botando pra fuder com os caras, mostrando a raba e a buceta, o papo rendeu e na volta ela me contou que eles elogiaram muito ela. Os três safados falaram que ela era gostosa, como todo respeito e outras coisas. Senti que minha safada queria é levar rola dos três ao mesmo tempo e mandei ela levar cervejas pra eles, ela foi lá, levou cerveja, tira gosto e eles toda hora vinham na mesa agradecer e dar uma secada nela.

Minha safada foi doida provocar os caras

A gente foi saindo da praia já umas 17 da tarde, o sol já tava indo embora e não tinha quase ninguém ali na barraquinha onde a gente ficou, o dono da barraca já tava arrumando tudo pra ir embora. De repente, numa barraquinha de palha, coberta em cima, os caras estavam lá tomando umas e fumando um baseado. Eles ofereceram pra gente, eu aceitei e minha mulher conversava com eles. Liguei o som do carro enquanto a gente batia papo com os caras e logo minha safada tava dançando na frente deles com aquele biquíni minúsculo.

Os caras ficaram doidos, até eu fiquei, levantei e fui atrás dela, comecei a roçar meu pau na bunda dela enquanto ela dançava e logo fiquei de pica dura.

Ela dançava na frente dos três safados, depois puxou um deles pela mão e quando o cara levantou ela tascou um beijo nele e agarrou sua pica. O cara aproveitou pra tirar uma casquinha, duvido que algum deles tenha comido uma gostosa como a minha.

Os outros dois levantaram com suas latinhas de cerveja e começaram a tocar punheta enquanto minha mulher se esfregava com o outro levemente alterada pelas bebidas.

-Vem cá vocês dois também! Hoje eu tô louca pra chupar pau, quanto mais rola na minha boca melhor – Ela disse assim mesmo, toda depravada.

Os três ficaram na frente delas, ela se ajoelhou e começou a chupar gostoso o primeiro que ela disse que era roludo e realmente era. Depois a minha puta foi se revezando e mamando os outros caras. Fiquei na punheta e na cerveja, tesão da porra.

A minha safada chupou os malandros até ficar com a boca dormente e dois acabaram gozando na boca dela, e o outro, que não é besta, foi comer minha mulher por trás, segurou ela pela cintura depois de encapar a pica e começou a socar na sua bucetinha bem molhada.

Ela gemeu gostoso, eu ficava de olho pra ninguém ver e me deu uma vontade louca de gozar na cara dela, comecei a punhetar gostoso enquanto o cara comia minha puta.

-Que pau gostoso você tem, empurra lá no fundo da minha buceta, vai porra.

O safado gemeu e começou a socar mais forte, ele não aguentou o fogo da minha safada e acabou gozando.

-Ahh já gozou? eu ainda quero pica, quem vem me foder agora?

E assim os putos foram se revezando, comeram o cu e a xana dela, minha mulher reclamou que tava toda arrombada mas não parava de dar e gemer feito vadia.

-Isso porra, soca no meu cu, tô toda arrombada mas quero mais.

O outro cara não comeu ela de quatro, ele sentou numa cadeira e colocou ela no seu colo, iniciou um vai e vem bem gostoso, botando a gata pra rebolar na sua vara, ela doida pra meter com ele, ficou numa vontade louca de quicar e fez o maior barulho da sua xana batendo na pica dele.

Logo ele gozou, eu botei ela pra me chupar, cada vez mais excitado com a cena dela molhada, melada e toda lambuzada de porra. Acabei gozando na boca dela e fiz a cachorra engolir tudo. Foi uma delícia de trepada.

Esposa fogosa

Contos relacionados

© 2018 - Ler Contos Eroticos
Xvideos - Porno Gratis - Videos de Sexo - Videos pornográficos Xvideo Porno - Xvideos Pornor - - x videos - xxx - Filme Pornô - xvideo - Porno nacional - Videos de Incesto - Novinhas Gostosas