Ler Contos Eroticos » Fetiches » O instrutor da autoescola me botou pra sentar no pau

O instrutor da autoescola me botou pra sentar no pau

  • 19 de janeiro de 2019
  • 114 views

Eu sou a Bruna Cardoso e vou contar como o instrutor da autoescola acabou me comendo quando eu tinha 18 anos. Eu tava louca pra ficar maior de idade e poder tirar minha habilitação, só pensava em como seria legal viajar e curtir as baladas com minhas amigas sem ter hora pra voltar, sem me preocupar com táxi e nada disso.

Realizei a matrícula numa autoescola perto de casa e fiquei super empolgada. Primeiro tive aulas teóricas. No primeiro dia o professor se apresentou e entregou as cartilhas do Detran pra gente. Ele disse que seu nome era Kleber, tinha 36 anos e já trabalhava ali a pelo menos 8 anos dando aulas.

Ele é muito gato. Os cabelos já ficando grisalhos levemente, parrudinho, alto, barba por fazer, cabelos negros e olhos puxadinhos que davam a ele um ar de safado. Eu de cara achei ele lindo, fiquei no maior crush por ele. Eu também sei que sou uma mulher bonita, sou morena, do tipo cavalona, bundão, peitão, cinturinha fina, toda bem feitinha.

Eu passei a aula inteira só prestando atenção nele, em seu sorriso, na sua cara de safado, no cheiro gostoso do perfume dele. A aula teórica que era pra ser algo chato, se transformou em uma coisa que me dava muito prazer. Eu tinha tanto tesão nele que nem conseguia prestar atenção em nada, só ficava imaginando ele nu, me pegando e acabava ficando com a bucetinha toda molhada por conta disso.

Era todo dia uma siririca gostosa pensando nele, eu fazia questão de chegar mais cedo e sair mais tarde só pra olhar para aquele homem. Com os dias ele foi percebendo que a forma que eu olhava ele não era normal e como todo homem safado começou a flertar comigo disfarçadamente, primeiro me elogiando em sala, depois na saída puxando papo comigo até que no último dia da teórica ele disse:

-Tá animada pra começar as aulas práticas segunda feira?

-Ai professor, tô super animada, ainda mais sabendo que você vai ser meu instrutor.

-A gente vai se divertir muito naquele carro.

As palavras dele me deixaram com tesão, fiquei imaginando se tinha algo por trás, imagina só ele falando que a gente ia se divertir, podia ser algo com duplo sentido. Eu gostava de pensar nisso, me dava esperança de ficar com ele.

Na segunda fui toda cheirosa, perfumada, com um vestidinho curto e uma make leve e bem discreta, queria parecer bonita mas sem exagero. Ele tava cheiroso como sempre, chegou perto de mim com um bom dia sensual, abriu a porta do carro pra mim e começamos as aulas. Eu tava meio nervosinha por estar tão perto dele, aí ele começou a puxar papo comigo pra eu relaxar e com os dias nós fomos ficando mais íntimos. Quando soube que eu não tinha namorado, ele começou a ficar mais descarado.

Um dia cheguei com um vestido solto bem curtinho e vi ele olhando para minhas pernas. Logo percebi um volume na sua calça. Ele de repente chegou pra mim e disse:

-Siga reto e depois vire a direita, vamos treinar naquele parque da cidade, lá é perfeito pra você aprender.

Achei estranho, a gente sempre treinava nos mesmos lugares, mas aí ele quis ir nesse parque e eu não entendi direito. Chegando lá ele me mandou ir pra bem fundo, pisei o pé e fomos pra quase o fim do parque, onde dificilmente passava alguém.

Ele mandou desligar o motor e fiz isso, aí ele chegou perto de mim, acariciou meu rosto e beijou minha boca. Nem acreditei ele fazendo isso assim tão de repente, mas correspondi ao beijo, coloquei minha língua em sua boca e deixei ele explorar meu corpo inteiro. As mãos enormes e grossas dele tocavam minhas coxas, me deixava molhadinha e quando ele foi subindo, levantando meu vestido e tocando meu grelinho, eu delirei!

Os dedos grossos dele alcançavam meu clitóris e fazia movimentos circulares. Comecei a gemer, suspirar respirar ofegante, eu tava completamente louca, que delícia. Ele afastou a calcinha e continuou me estimulando, introduziu seus dedos na minha buceta e começou um vai e vem que me deixou gemendo baixinho.

Eu agarrei o pau dele também e comecei a tocar uma punhetinha discreta. Ele adorou, a gente ficou se masturbando mutuamente mas de repente ele parou, deu a volta no carro, pediu pra eu descer e ajeitou o banco da frente pra deixar um espaço pra gente. Ele sentou e me puxou para o colo dele.

Na hora gelei imaginando o que faríamos, ele me fez sentar no seu colo e a gente começou a se esfregar, com as mãos dele apertando meu traseiro, eu ficava doida e gemia, suspirava e mordia sua orelha.

Senti ele encaixando seu pau gostoso na minha bucetinha e eu fui ao delírio, foi gostoso demais, senti ele metendo devagar e logo aumentando o ritmo embaixo de mim, eu gemia gostoso e rebolava no seu colo. O pau grosso dele me preenchia todinha, ficamos vários minutos num vai e vem louco e ele disse que queria tentar algo.

O safado queria me comer fora do carro, me encostou no capô, levantou meu vestido e voltou a socar na minha bucetinha lisinha. O pau dele escorregava fácil, tava uma delícia, tive que me controlar pra não gemer alto enquanto suas mãos me agarravam pela cintura e sua vara me penetrava forte.

-Vaiiiii, soca mais forte, soca gostoso, soca!

E ele fazia o que eu mandava e bombou tão gostoso que ficou pertinho de gozar. Ele pediu pra gozar na minha boca e eu deixei. Logo ele botou o pau pra fora e começou a balançar ele na minha cara, mandou eu abrir a boca e deu uma gozada bem gostosa, leitando minha boquinha inteira.

No carro a gente ficou trocando carícias safadas, ele me botou no banco de trás e chupou minha buceta. Sua língua quente penetrava minha xana, eu me contorcia e rebolava na boca dele, eu acabei gozando em sua língua, foi a sensação mais gostosa e relaxante da minha vida.

Chupei o pau dele até ficar duro de novo e recebi outra leitada gostosa. O homem era uma máquina de fuder, no caminho ele ainda parou mais uma vez pra me comer de novo sentadinha no seu colinho e voltamos para a autoescola. Nesse dia não tivemos aula nenhuma mas ele me compensou direitinho nos outros. Mesmo de putaria quase todo dia, eu ainda consegui tirar minha carteira.

autoescola

Contos relacionados

© 2019 - Ler Contos Eroticos
Porno - Xvídeos - Xvideos - Porno Gratis - Sexo Amador - Videos pornográficos Xvideo Porno - Xvideos Pornor - - x videos - xxx - Filme Pornô - xvideo - Porno nacional Contos Eróticos - - Videos Pornos