Ler Contos Eroticos » Gays » Comendo o cara da academia

Comendo o cara da academia

  • 15 de fevereiro de 2018
  • 24298 views

 

Me chamo Igor tenho 26 anos, sou branco, tenho 1,89 de altura peso 80 kilos, tenho cabelo loiro meio acastanhados e olhos azuis, essa é minha primeira vez escrevendo um conto, então vamos aos fatos.

Sempre que eu ia pra academia malhar eu encontrava com um garoto, muito bonito, de uma beleza máscula, porém eu o achava delicado vou chamá-lo aqui de Junior, ele tinha 19 anos de idade, moreno com 1,83 altura, 78 kilos, olhos castanhos claros, e cabelos negros, muito bonito mesmo, mais só consigo admitir isso agora, pois na época eu era hetero, voltando a historia eu sempre via ele malhando e o achava parecido com alguém mais eu me lembrava com quem era, enfim, só que ele ficava me encarando o que me deixava um pouco irritado, ora ele me olhava fixamente ora dava piscadinhas pra mim, eu sempre olhava pra ele com cara de mal, mais ele sequer ficava intimidado, o que mais me deixava excitado, é que as meninas da academia ficavam de cima dele, e ele dava moral pra elas ate beijava algumas, o cara era um safado.

Certo dia estava no vestiário quando eu ele cruzamos na porta eu entrando ele saindo, e a entrada do banheiro é bem estreita, encostei-me à parede pra ele passar, e o safado passou com o corpo bem colado ao meu esfregando sua bunda na minha rola, e aquele cheirinho de shampoo dele, me deixou meio doido, se esfregou em mim, olhou pra trás e disse um Oi, com um sorrisinho safado no rosto, minha vontade nessa hora, foi de dar uma surra nele, e depois meter a rola pra ele aprender a ser macho, mais me contive e fui tomar minha ducha, enquanto tomava meu banho, o sorriso daquele muleque não me saia da cabeça, e meu pau o tempo tudo duro, eu não acreditava que estava daquele jeito por causa de um homem, terminei minha ducha, me vesti dei uma ajeitada na mala e fui embora, mais a noite decidi ir a uma conhecida boate da cidade com meus amigos todos heteros, chegamos fomos ao camarote a festa estava muito boa quando já se aproximava das 03:00 da manhã olho para o camarote da frente, e vejo o Junior beijando uma garota, e essa garota ficava passando a mão na bunda dele, alisando o corpo dele, nessa hora fui tomado por um sentimento que eu desconhecia, mais mesmo assim me contive enrolei por ali mais um tempo e fui embora, no estacionamento quem eu encontro parado próximo a um carro preto, ele mesmo o Junior, quando ele me viu aproximando já deu um sorrisinho de canto de boca o que me deixou muito puto, no fundo eu gostava das provocações dele, mais sempre fazia cara de marrento, pode parecer mentira mais meu carro estava ao lado do carro dele.

Aproximei-me e ele me disse – Olha só que minha noite pode ter um final melhor do que eu esperava Boa noite Igor. Eu o respondi sem entender muito bem o que ele estava falando, ele então me disse algo que me deixou doido, ele chegou próximo a mim com um cheirinho gostoso de perfume, me olhou nos olhos e disse – Na sua casa ou na minha, mais me disse isso dando uma senhora gargalhada, antes que pudesse pensar melhor e desistir respondi a ele – Vamos embora pra minha então Ué.
Nessa hora foi que a conversa começou a pegar fogo porque o Junior começou a me provocar dizendo:
– Você por um acaso sabe o que eu pretendo fazer com você Igor?
Igor: Acho que sei sim.
Junior: Então tudo bem então me segue no seu carro, que deixo o meu em casa e nos iremos seguir pra sua, pode ser?
Igor: Pode ser sim, mais já vou te avisando que hoje vou te ensinar a ser macho de verdade rapaz, tu nunca mais vai ficar se engraçando pra machos em academia, nem em lugar nenhum.

Junior: Muitos já me disseram isso e falhou na missão meu querido, mais você pode tentar, eu deixo, e só pra constar, eu depilei hoje to com a bunda lisinha.
Na hora que ele falou isso meu pau já pulou dentro da calça eu sabia que aquilo que eu estava fazendo era loucura mais mesmo assim que queria comer aquele muleque de qualquer forma, então já entrei no carro e ele também, e fui seguindo ele ate sua casa, ele guardou o carro e fomos rumo a minha eu moro sozinho o que facilitava bem as coisas, entramos na garagem abri a porta e nesse tempo ficamos todos calados, ninguém dizia nada, entramos pela porta da sala e perguntei se ele queria beber algo, ele disse que sim e me perguntou onde era meu quarto, sinalizei e fui buscar a bebida, quando cheguei no meu quarto ele estava deitado só de cueca na cama, e me fazendo sinal pra deitar, eu larguei a bebida no criado mudo e fui em direção a Cama no que me sentei ele já me deu um beijo, eu estava meio sem jeito não sabia onde colocar a mão, nem pra qual lado mexer a cabeça, ele percebendo minha insegurança disse – Pensa que eu sou uma garota que você sempre quis na sua cama.

Foi só o que eu precisava ouvir, comecei a tocar o corpo dele, passar a mão naquele bundao gostoso, ele gemia muito baixo mais de forma máscula, aquilo parecia um premio pra mim, eu adorava beijar ele e abafar seus gemidinhos, ele começou a morder minhas orelhas e ficou em cima de mim, começou a tirar minha camiseta, desabotou minha calça eu pra ajudar já tirei meus calçados com os pés, e ele tirou minha calça, ao mesmo tempo em que tirou minha cueca, meu pau já saltou pra fora todo melado, pedi para ele apagar a luz porque eu estava morrendo de vergonha, mais ele fez sinal negativo com a cabeça e novamente veio em minha direção mais dessa vez parou a altura da minha virilha e começou a me chupar, eu modéstia a parte tenho um pau de responsa 20cm, grosso na medida certa, enfim ele começou a me chupar de forma muito gostosa, eu passava a mão em seu rosto enquanto ele me sugava, era uma sensação muito boa, e tinha ouvido uma vez que homens chupam melhor que as mulheres e isso é verdade mesmo, ele ficou ali me dando prazer com aquela boca gostosa um bom tempo como eu estava bêbado nem passei perto de gozar, mais eu sentia cada toque ele me dava enquanto ele me chupava eu dizia algumas sacanagens pra ele do tipo – Mama eu seu puto, chupa essa rola, hoje ela é todinha sua, e fazia movimento com meu corpo pro meu pau entrar mais e mais na boca dele.

Ate que ele parou de chupar me beijou, eu senti meu próprio gosto e aquilo me mostrou uma sensação completamente nova, ele me envolveu em um beijo e disse – Igor Me come. Nossa meu sangue ferveu quando ele falou isso, peguei uma camisinha encapei o menino e subi em cima dele, que ficou de quatro pra mim, comecei a meter bem devagar porque era bem apertadinho, fiquei fudendo bem devagar, mais ele olhou pra trás e disse me desafiando – É só isso Igor? Caraca eu fiquei muito puto quando ele me falou isso, comecei a meter feito um animal no cio, fudia mesmo, segurava ele pela cintura e mandava rola sem dó nem piedade e dizia –Toma seu viadinho tu fica beijando as meninas mais eu sempre soube que seu negocio era rola, era isso que você queria, ele ria, e dizia que tava adorando, fiquei metendo ate que senti sua bunda prender meu pau la dentro, ele então sem tocar no pau gozou mais gozou muito mesmo ficou ate mole na cama, eu segurei sua cintura e dei mais umas cinco bombadas, daquelas bem profundas, tirei meu pau de dentro e coloquei na boca dele, que me recebeu muito bem ele só deu umas três mamadas e gozei na boca dele, sem nem avisar e ele bebeu tudinho não deixou cair nada no chão,e depois me beijou eu fiquei meio receoso no começo mais deixei ele me beijar.

Era um gosto totalmente novo, ele se levantou e foi tomar banho, esperei ele terminar e fui, assim que sai da ducha ele estava na sala só de cueca assistindo TV sentado no sofá, me sentei a seu lado e antes que disse-se qualquer coisa ele me deu mais um beijo, eu então resolvi viver essa nova experiência com um homem, não sei se é amor ou apenas tesão, mais uma coisa é fato, meu viadinho da muito Gostoso.

Contos relacionados

© 2018 - Ler Contos Eroticos
Xvideos - Porno Gratis - Videos de Sexo - Videos pornográficos - x videos - xxx - Filme Pornô - xvideo - Porno nacional - Videos de Incesto - Novinhas Gostosas