Ler Contos Eroticos » Heterosexuais » O tarado do pauzão

O tarado do pauzão

  • 15 de fevereiro de 2018
  • 37043 views

Olá! podem me chamar de claudia.

sempre que posso estou lendo os contos aqui escritos. alguns me excitam muito e então, resolvi dividir algo que aconteceu comigo.

bem, tenho 36 anos e não sou o tipo de pessoa que auto se intitula. prefiro deixar as opiniões e os elogios a critério das outras pessoas. mas, acredito que a descrição física neste caso é necessária. tenho a pele clara, cabelos longos, lisos e escuros, olhos verdes, 1.69 de altura, 57 kg. acho que tenha uma bunda exagerada (102) e seios que preenchem um sutiã tamanho 42, bonitos por sinal. malho quase que diariamente, portanto, estou em forma.

sou casada e adoro um homem caralhudo. adoro uma rola grande e grossa! o pinto do meu marido está dentro dos padrões, e o nosso sexo é muito bom. sempre fantasiamos muito, tenho alguns “brinquedinhos” e adoro uma dupla penetração. mas, o que eu sempre quis de fato foi dar o cú para um homem que tivesse o pau grande e grosso.

eu adoro dar o cú!!! fico em todas as posições imagináveis. meu marido há alguns dias colocou o pau dele e outro que é de borracha, ao mesmo tempo no meu cú. eu adorei estar com dois paus no meu cú. me excita muito dar o cú e a buceta ao mesmo tempo e, me excita mais se levar uns tapas na cara. bem, vamos ao relato:

houve um churrasco em um sítio que é de propriedade do meu sogro. em um determinado momento, fui ao banheiro e vi sem querer um dos tios do meu marido arrumando o pau dentro da calça. era enorme, do jeito que gosto! daquele dia em diante, sempre que tinha oportunidade me insinuava para ele. ele não se fazia de rogado. houve muitos apertões na minha bunda, encochadas sutis e algumas vezes, chegou a roçar um dos braços nos meus seios, como se fosse sem querer.

numa determinada noite em que meu marido estava no plantão, chegou este tio dele. perguntou do meu marido e blábláblá. começaram os elogios e quando ele percebeu que o sinal estava verde, começou a me encochar, segurava nos meus peitos, passava a mão pela minha buceta.

me deitou no sofá, tirou as minhas roupas, começou a chupar a minha buceta e apertar os meus peitos. me chamava de bucetuda, vadia, puta. dizia que não estava acreditando que estava chupando aquele bucetão. chupava o meu grelinho e enfiava o dedo na minha buceta, que estava molhadíssima. quando eu pedi que ele enfiasse o dedo no meu cú, ficou extasiado e me perguntou se iria comê-lo. eu disse que deixaria somente se ele tivesse o pau grande e grosso (eu sabia que tinha).

ele tirou o pau da calça e, que maravilha!! do jeito que eu sempre sonhei! um caralhudo iria comer o meu cú.

primeiro chupei gostoso aquele pau, bati uma punheta para ele e quando ele colocou na minha buceta, senti que ela havia sido toda preenchida. que pau gostoso! ele dava aquelas estocadas com força, do jeito que eu gosto. mas, eu estava mesmo era com vontade de dar o cú. fiquei de quatro e pedi que ele enfiasse no meu cú sem dó nem piedade. quando ele enfiou, dei um grito de prazer. ele disse que era muito gostoso estar comendo o meu cuzão, que iria me deixar arregaçada. foi uma delícia estar com um pau daquele tamanho no meu cú. sentei sobre o pau dele e cavalguei deliciosamente, então, pedi que ele colocasse na minha buceta um pinto de borracha que tenho, mede 18×5. quando estava com os dois paus, um na buceta e aquele pauzão delicioso dele no meu cú pedi para ele me dar uns tapas na cara e gozei gostoso.

se vc é caralhudo, entre em contato comigo. me envie fotos do seu pau. quem sabe vc também não fode o meu cú.

Contos relacionados

© 2018 - Ler Contos Eroticos
Xvideos - Porno Gratis - Videos de Sexo - Videos pornográficos - x videos - xxx - Filme Pornô - xvideo - Porno nacional - Videos de Incesto - Novinhas Gostosas