Ler Contos Eroticos » Incestos » Minha filha adora andar de calcinha pela casa

Minha filha adora andar de calcinha pela casa

  • 11 de abril de 2019
  • 46 views

Comendo a filha safadinha que adora calcinha fio dental

Minha filha adora provocar de calcinha andando pela casa toda gostosinha. Ela tem 18 anos, é a maior safadinha, fica doida pra me deixar louco até hoje e tanto provocou que esse ano acabei metendo a pica nela, mas vou contar lá do comecinho. Sempre fui um pai exemplar, mas quando ela fez 18 anos ficou difícil segurar, ela se tornou um mulherão, um tesão mesmo, eu como pai, morro de ciúmes dos caras olhando pra ela na rua, dá vontade de sair descendo a porrada em todos e meu tormento começou quando ela apareceu aqui em casa com um namorado.

Ela já se declarou pra mim, a minha filha sempre foi apaixonada por mim e eu fechei os olhos por medo. Sempre frequentei igreja, achava que era o capeta que tava me tentando, então eu fazia de tudo pra ficar longe dela depois do dia em que ela chegou em casa bêbada de uma festa de uma amiga, eu comecei a dar esporro e ela falou um monte de merda e acabou confessando que era apaixonada por mim e sofria muito com isso, que não aguentava me ver com outra mulher. Ela disse isso porque na época da declaração eu tava namorando uma colega da empresa.

Bom, essa putinha começou a pegar pesado, virou um mulherão e desfilava de calcinha e sutiã pela casa, de toalha, de baby doll curtinho e quando eu brigava ela sempre respondia: -Você é meu pai, qual o problema em me ver assim? sei que você não tem nenhum pensamento maldoso comigo. -Ela dizia isso e me tirava do sério, com o tempo esqueci meus medos, minha vergonha e passei a observar ela no banho sem ela me notar, ou pelo menos fingia que não notava. Eu olhava escondido pelo buraquinho da fechadura e me masturbava ali mesmo olhando ela nua muitas vezes se masturbando, uma delícia. A bucetinha dela é tão lisinha, rosadinha, perfeita, sua pele branquinha contrasta com seu cabelo negro e nem comento sobre o rabo perfeito da minha filha, ela é um tesão completo!

Com o tempo fui ficando cada vez mais discarado. Como moro sozinho com ela porque ela sempre foi rebelde e não aceitou o casamento da minha ex esposa, nos fins de semana a gente dava uma geral na casa, iamos as compras e em um sábado a noite, eu fui fazer um jantarzinho pra gente, pedi pra ela pegar uns legumes na geladeira e quando ela se abaixou, seu shortinho curto subiu e sua a papada da sua bunda e a sua bucetinha ficar toda espremida no shortinho. Não controlei meu olhar, fiquei ali vidrado, ela levantou e viu. Pior que meu pau deu uma reagida, caralho, não queria que ela percebesse, uma coisa era punhetar pensando nela, outra era dar esperança pra minha filha.

  • O que você tanto olha pra mim pai?

-Nada Gabriela, só tava vendo o que você tava pegando na geladeira.

-Não pareceu isso não, pareceu que você tava olhando pra minha bunda.

-E se eu tivesse olhando mesmo? você ia gostar né não?

-Eu ia mesmo, você não sabe como eu fico imaginando você me querendo.

-Gabi, você é muito nova, melhor deixar essa história pra depos, certo?

A gente jantou numa boa, sem tocar no assunto. Ela foi tomar um banho pra dormir e eu fiquei na sala assistindo um filme qualquer sem prestar atenção, porque a imagem da bunda da minha filha me deixava louco de tesão, puta que pariu, precisava de algo pra me distrair senão eu não ia me aguentar. Quando ela saiu do banho, a putinha tava com uma camiseta bem curtinha e uma calcinha branca bem pequena que entrava no seu cuzinho e deixava sua buceta bem inchadinha. Ignorei e continuei vendo TV.

-Vai colocar uma roupa menina!

-Vou dormir, só vim te dar boa noite!

-Vou dormir, só vim te dar boa noite!

Ela me deu um beijo e sentou no meu colo. Caralho, na hora meu pau ficou duro, não tinha mais pra onde correr, ela sentiu meu pau duro encostando no seu rabo e com certeza ia querer me dar ali mesmo, mas eu cai do cavalo, quando ela sentiu meu pau crescer, ela simplesmente levantou, deu um sorrisinho sacana e disse que estaria no quarto dela. Fiquei puto, ali sentado de pau duro. Resolvi me masturbar, fiquei ali mesmo sentado tocando uma punheta e pensando nela, nos seus peitinhos pequenos bem durinhos, na sua bucetinha gostosa, naquela bundinha perfeita e acabei gozando, fiquei todo melado. Levantei fui tomar banho. O banheiro fica em frente ao quarto dela.

De lá eu fiquei refletindo mil vezes se ia ou não lá. Tesão é uma coisa que quando não quer passar, deixa a gente doido, é bem foda, depois de gozar pra caralho ainda tava com vontade de fuder e assim que sai do banho, me enrolei na toalha e entrei devagar no quarto dela. O quarto tava escuro mas ainda assim a claridade que vinha de fora me deixou ver a cena deliciosa da minha filha dormindo de bruços com a bunda pra cima, um tesão. Larguei a toalha em cima de uma cadeira, fiquei super nervoso, coração disparado, pau latejando, assim que joguei a toalha meu pau já tava duro, deitei na cama, ela não acordou, o que é normal porque ela tem um sono pesado do cacete.

Continuei acariciando sua bundinha, ela acordou suspirando e mexeu o rabo. De repente ela levantou a cabeça e me olhou sem acreditar, continuei alisando aquela bunda gostosa e senti seu corpo inteiro se arrepiar ao meu toque. Ela não disse nada, só gemeu, agarrou minhas mãos e colocou bem na sua bucetinha e disse pra eu sentir como eu deixava ela bem molhada. Comecei a brincar com seu grelinho gostoso, deixei ela bem meladinha, introduzi um dedo na sua buceta apertada pra caralho e vi ela ficar louca.

-Parece um sonho sentir você assim me tocando.

-Você tanto provocou que conseguiu né safada?

-Me come, pai! come sua filha vai!

Porra, não aguentei, botei o pau na boca dela e fiz ela chupar tudinho, ela engolia cada centímetro do meu cacete e parecia que não queria mais parar, me chupou inteiro, eu bombei minha pica na boca dessa putinha e ela adorou. Dei uma leitada gostosa na boquinha da safada, fiz ela engolir tudinho e enquanto eu me recuperava desse orgasmo gostoso, eu desci e beijei sua barriguinha e sua bucetinha linda. Meu pau endureceu de novo quando vi ela abrir a buceta melada com as mãos e oferecer pra mim com um olhar safado dizendo chupa gostoso.

Comecei a chupar, lambi, suguei, fiz tudo com a buceta dela, o sabor e o aroma é uma delícia, eu comecei a me masturbar enquanto chupava ela, senão não aguentaria de tanto tesão com meu caralho latejando pedindo ela. Depois de uma chupada gostosa, botei ela de quatro e soquei na sua buceta gostosa. Comi pra caralho a safada, foi uma doideira, nossos gemidos, suor, tudo se misturando e eu ali comendo ela. Ela me apertava mais ainda com as pernas, pedia mais, me beijava gostoso, me mordia, foi uma putaria que nunca pensei que rolaria entre a gente. Abocanhei seus seios e chupei tudinho, mamei gostoso pra caralho.

-Ai que tesão, se eu soubesse que sua bucetinha era tão gostosa já tinha te fudido a muito tempo sua putinha gostosa, vai dar todo dia para o paizão né?

-Vou dar tudo pra você, seu gostoso, que pica gostosa, fode a buceta da sua mulherzinha vai.

A gente meteu pra caralho, o barulho do atrito dos nossos corpos era enorme, não demoramos e gozamos quase que juntinhos, um timing perfeito. Tava suado, melado e morto de cansado. Dormi com ela e acordamos várias vezes pra fuder nesse dia. Tentei me segurar o máximo que pude, mas minha filha é um tesão e até hoje adoro quando ela desfila de calcinha pela casa, é o chamado pra gente ter uma noite de sexo daquelas bem selvagens.

Contos relacionados

© 2019 - Ler Contos Eroticos
Porno - Xvídeos - Xvideos - Videos pornográficos Xvideo Porno - Xvideos Pornor - X Videos - xxx - Filme Pornô - xvideo - Porno nacional Contos Eróticos - - Videos Pornos