Ler Contos Eroticos » Incestos » Não resisti e comi minha filha putinha de 19 anos

Não resisti e comi minha filha putinha de 19 anos

  • 25 de fevereiro de 2019
  • 158 views

O cara tem uma filha putinha e meteu a rola nela

Me chamo Carlos, tenho uma filha putinha chamada Samara, ela tem 22 anos hoje e sempre foi muito safada, já peguei ela dando pra o namorado e até pra um ficante, parecia que ela adorava me ver pegando ela no flagra, a cara nem queimava de vergonha, eu dava bronca e ela agia com toda naturalidade do mundo. Morria de ciúmes dela mesmo eu só conhecendo ela aos 18 anos. Comi a mãe dela, a mulher nunca me procurou mas quando minha filha fez 18 queria de qualquer jeito me conhecer e então foi que nos encontramos. Foi um choque pra mim saber que eu era pai tão novo de um mulherão daquele, morena, rabuda, peituda, cinturinha fina, um corpinho perfeito. Quando vi ela no restaurante tive que me policiar pra não pensar merda, afinal ela é minha filha.

Ela brigava muito com a mãe e o padrasto que criou ela, porque só queria saber de homem e balada, chegava bêbada em casa, trocava de macho como quem troca de roupa e a mãe dela não tava nada feliz, então achou melhor ela passar um tempo comigo pra ver se a garota se emendava ao lado do pai biológico, no caso, eu né? Eu fiquei feliz mas não conseguia ser carinhoso com ela porque sentia tesão pela garota, achava feio, achava um pecado mas meu pau até latejava só de ver ela e o pior de tudo é que a filha da puta desfilava de calcinha e de shortinho na minha frente. Quando colocava seus biquínis curtinhos, então, me deixava louco, era muita punheta e banho gelado pra me acalmar. Outro problema era meu ciúmes, ela sempre trazia um amiguinho aqui dizendo que era da faculdade, que ia estudar com ele, mas não sou trouxa, eu sabia que ela dava para aqueles caras e passava o dia inteiro de mau humor quando isso acontecia.

Um dia fiquei putaço, peguei ela nua e um marmanjo com a rola de fora saíndo do quarto dela, fiquei puto da vida. Tratei logo de dar um esporro nela, deixei ela bem puta da vida comigo quando proibi esses filhos da puta de entrarem aqui em casa e deixei ela de castigo. Aí para me provocar ela passou a beber em casa, desfilar nua, certeza que era provocação pura. Um dia ela até comentou que eu não comia ninguém e nem queria que ela desse aí em tom de deboche ela disse que parecia que eu queria que ela guardasse pra mim, que eu sufocava muito ela. Nossa! fiquei pistola com essa garota, mas confesso que me dava muito tesão ver ela bravinha.

Um dia cheguei no quarto dela tardão, vi a safadinha dançando funk. Fiquei louco de tesão, me aproximei por trás dela, a garota tomou um susto mas logo se virou e olhou pra mim com a maior cara de safada que tava doidinha esperando que eu tomasse uma atitude. Foi o que eu fiz, puxei ela, dei um beijo na sua boca, foi um misto de sensações, fiquei doido, de pau duro mas ainda assim era minha filha. Um lado dizia que era errado mas o tesão acabou falando mais alto quando senti ela gemendo quando toquei seu corpo e desci as mãos pela sua bunda macia.

Ela suspirava, senti seu corpinho gostoso se arrepiar, fiquei cheio de tesão, apertei sua bunda, tirei sua blusinha, seu shortinho e fiquei com vontade de mamar nos seus peitinhos rosadinhos. Ela não dizia nada, só gemia e nem me encarava, acho que ela também tava constrangida como eu, mas a gente não parava de jeito nenhum o que estavamos fazendo. Chupei seus peitinhos, ela pediu pra eu chupar com força. Eu mamei tão gostoso que deixei marcas nos seus peitinhos.

Levei ela pra cama, tirei sua calcinha ensopada de tesão, dei uma cheirada gostosa, passei a língua e aproveitei pra subir em cima dela e beijar sua boca gostosa. Chupei sua língua, desci para os seus seios, sua barriguinha gostosa, lambi seu umbigo perfeito e pulei direto para as coxas dela. Comecei a beijar e chupar a lateral de suas coxas e ela ficou louca, gemeu, reclamou, pediu pra eu meter a língua, puxou minha cabeça, Eu adorei torturar minha filha um pouquinho e deixar ela cada vez mais molhadinha.

Quando vi ela sem aguentar mais, se contorcendo todinha, eu passei a pontinha da língua no seu clitóris. Chupei gostoso, lambi, dei umas sugadinhas e aí foi que ela ficou louca, começou a gemer alto e rebolar na minha boca. Muito gostoso ver as caras de safada que minha filha fazia enquanto eu tava chupando ela. Meu pau tava explodindo, se não comesse ela logo eu não ia aguentar, tava muito excitado. Meti a língua dentro, depois voltei a chupar, meti dois dedos na sua buceta e ela ficou louca, os gemidos ficaram mais intensos, ela começou a respirar mais forte, rebolar mais, ficou suadinha e não demorou a safada gozou gostoso com minha língua na sua buceta.

Depois que ela gozou, a safada quis retribuir e me chupou gostoso, foi subindo, beijou minha boca e me fez deitar na cama. Ela me olhou bem safada e disse que ia me dar o que eu queria, então sentou em cima de mim, encaixou o pau e começou a quicar gostoso na minha rola. Ela rebolou, me deixou louco, segurei sua bunda gostosa, controlei o ritmo da metida, brinquei com seus peitos, deixei ela louca, foi a maior putaria.

Ela começou a pular no meu cacete, gritar, rebolar, eu nunca imaginei que minha filha fosse tão safada, ela me deixou doido, eu cai de boca em seus peitos gostosos, deixei ela doidinha, toda melada, escorrendo pelo meu pau sua lubrificação todinha. Mudei de posição, sentado e ela sentada em meu colo, assim pude chupar mais gostoso seus peitos e meter a língua na boca dela, a gente não falava nada, era só meteção e gemidos bem gostosos.

Avisei que ia gozar e ela pediu pra eu gozar dentro dela. Puta que pariu, foi muito gostoso, soltei um jato de porra dentro da minha filha e assisti minha porra escorrer todinha pela buceta dela. Deixei minha filha toda assada, foi a primeira de muitas trepadas que dei com ela até hoje.

Contos relacionados

© 2019 - Ler Contos Eroticos
Porno - Xvídeos - Xvideos - Videos pornográficos Xvideo Porno - Xvideos Pornor - X Videos - xxx - Filme Pornô - xvideo - Porno nacional Contos Eróticos - - Videos Pornos