Ler Contos Eroticos » Sem categoria » Amigas taradas.

Amigas taradas.

  • 15 de Fevereiro de 2018
  • 12555 views

 

Me chamo Lia e atualmente divido um aparamento com uma amiga. Sempre fomos muito intimas. Minha amiga se chama Sofía. Ela é uma mulher de temperamento forte dessas que não leva desaforo para casa. Sofía, por sua vez é muito liberal e aberta a várias experiências sexuais, ela adora uma boa sacanagem. Confesso que por algumas vezes nós duas transamos e nossas transas foram esplendorosas, mas isso é uma história que irei escrever em outro momento… 
Um dia Sofía me disse que estava se comunicando pela internet com uma pessoa de outro estado, eu quis saber quem era está pessoa, então Sofía me mostrou a foto dela, ao ver aquela foto fiquei completamente encantada com Grazi, uma morena de parar o transito, com cabelos lisos até o pescoço, uma pele linda, uma boca suculenta, aquela imagem me deixou enlouquecida. Naquele momento eu comecei a dar asas a minha imaginação. Pensei em agarrar aquela morena de jeito e beijar muito aquela boca gostosa. 
Mas Grazi morava longe, porém para minha alegria ela disse que estava de mudança para minha cidade e que em 1 mês já estava chegando. Aquele foi o mês mais longo da minha vida, eu contava os dias para conhecer a bela morena. 
Enfim o tão desejado dia chegou…. No dia 25.03.2008 Grazi chega e viagem e no mesmo dia eu e minha amiga Sofía fomos conhecê-la, chegando à casa de Grazi, ela ficou um pouco sem graça pela bagunça da mudança, mas eu sinceramente nem sei como estava a casa dela, porque nada mais me importava só tinha olhos para ela, como era linda aquela mulher. Ao me aproximar dela eu vi como era gostosa a morena Grazi, uma cinturinha que dava vontade de apertar, e para completar tinha uma bumba redondinha, ahhh!! Que delicia de bumbum…..
Nós 3 ficamos conversando por algumas horas, bebemos vinho e conversamos. Num certo momento da conversa eu me aproximei de Grazi e encostei ela parede, ela ficou toda terredita e disse para eu ter cuidado, pois Sofía estava ali, eu nem liguei, e disse que queria ela naquele momento. Encostei Grazi na parede e comecei a beijar aquela boca, passei a minha língua nos lábios dela, beijei o queixo, o pescoço, virei Grazi de costa e beijei a nuca dela, naquela hora Grazi começou a gemer, eu dava mordidinhas na nuca de Grazi que por sua vez sussurrava de tesão. Fui tirando a roupa dela e beijei os seios dela, ela tinha seios redondinhos….
O clima de tesão era muito grande, nos beijávamos muito. Muitos toques e carinhos. Era tão grande o envolvimento que não percebemos que Sofia estava chegando…Foi então que Sofía chegou e nos pegou no maior amasso….
Ao entrar na cozinha e nos ver, Sofía perguntou o que estava acontecendo? Eu disse que não aguentamos e o tesao falou mais alto. Chamei Sofía para ficar perto de nós, a principio ela não quis, mas parou por alguns segundos, pensou e não resistiu e topou entrar na nossa brincadeira.
Ela entrou no meio entre eu e Grazi, ela beijava Grazi enquanto eu beijava sua nuca, alisava suas costas, tocava com meus dedos dentro dela…Estávamos com um tesão tão grande que não conseguíamos nos dominar. Fazíamos TUDO que nosso corpo pedia. 
Fomos para o quarto de Grazi. Grazi deitou na cama eu e Sofía abrimos as pernas dela. Nossa como a buceta dela era linda, depiladinha e apertadinha, e ainda estava toda molhadinha, prontinha para um movimento de vai e vem…..eu não resistir e chupei aquela buceta meladinha, chupei todo aquele gralinho que estava muito vermelinho e pulsando de tesão, enquanto eu chupava a buceta de Grazi, Sofía lambia os seios dela, Sofía parecia uma cabritinha mamando o peitos de Grazi, ai ai que delicia….Grazi deitadinha com as pernas abertas para mim enquanto Sofía lambendo os peitos dela, era tudo que eu queria…Grazi pediu para eu continuar lambendo a buceta dela, eu continuei lambendo por vários minutos, Grazi gozou gostoso, depois de ter gozado, ela pediu para lamber a buceta de Sofía…..Ahhhhh que safada essa Grazi!! 
Sofía se deitou de pernas abertas, Grazi pediu para quando tivesse chupando Sofía eu enfiasse meus dedos na buceta dela….Foi isso que acontece. Grazi se posicionou de quarto, lambendo a boceta de Sofía, alias, Grazi chupava, enfiava a lingua, lambia toda a buceta de Sofía de uma forma tão gostosa…eu vendo aquilo sentia tanto tesão. Naquela posição, eu via Grazi chupando e ainda de quatro para mim, ahh que maravilha, eu não perdi tempo, meti meus dedos dentro da buceta dela, Grazi deu um grito tão gostoso de disse assim. “mete que eu gosto, preciso dos seus dedos…” eu enfiava com toda vontade fazendo aqueles movimentos de vai e vem….Ficamos assim por vários minutos, eram muito gemidos e sussurros de prazer. Trocamos de posição varias vezes…não conseguíamos nos saciar, eu pude sentir como Grazi chupava gostoso, ele me chupou e me disse que a minha buceta era tudo bem, por isso, ela não queria parar mais…
Depois desse dia, repetimos aquele “Ménage à trois” por varias vezes.

Contos relacionados

© 2018 - Ler Contos Eroticos