O dia que comi o cu da minha cunhada

  • 15 de janeiro de 2021
  • 5020 views
1 vote

Me chamo Henrique(*), tenho 25 anos e sou casado.

O fato que vou contar aconteceu algum tempo atrás, eu e minha mulher fomos para a casa da Minha sogra no interior,  para passar as festas de fim de ano. Tenho uma cunhada chamada Luna(*) gostosinha, magrinha com uma bundona empinada e uma bucetinha inchada, pois quando ela está com aqueles short de academia da pra ver certinho.

Esse ano ela está fazendo 21 anos ela é uma pessoa muito leiga facinho de se enganar. Ela está tentando tirar a habilitação de carro e moto na prova de carro ela passou no teste, já de moto ela reprovou.

Nesse dia que chegamos na minha sogra e ela me pediu pra ir dar uma volta com ela pra ensinar ela. Montei com ela na moto e fomos pra estradinha de terra que tem próximo a casa da minha sogra chegando na estradinha parei a moto, minha cunhada foi na frente e eu atrás cheguei bem coladinho nela coloquei os braços no guidão e tava ensinando como era pra ela sair com a moto tava dando algumas dicas e senti aquela bundinha que delicia..

Enfim… ela começou sair com a moto e fomos até na ponte onde tem uma cachoeira ela parou a moto pois nao queria passar na ponte e eu ja estigado, pois tava com um short de pano fino e ela com aquela roupa de academia a bundinha dela ficava roçando toda hora e eu acabei ficando com o pau duro.

Percebi que ela sentiu mas não disse nada, falei pra ela vamos dar um tibum na cachoeira. Ela disse mais eu não trouxe roupa. Disse pra ela eu também não então tirei a camisa e short e disse vou nadar de cueca, nada de calcinha e sutiã também.

Percebi que ela ficou olhando pro volume da minha cueca ela ficou meio assim mais de tanto eu falar o que que tem calcinha e sutiã é pano ela acabou tirando e entrando. Não demoramos muito pois minha mulher ou minha sogra ficariam preocupadas quando minha cunhada saiu da água que agachou de quatro pra pegar a roupa eu vi aquela bundinha empinada tava de pau duro, entao cheguei por trás dela e encostei meu pau nela ela sentiu e falou: você é louco garoto. Eu disse não, mais você me deixa com esse bundão pra cima.

Na hora que ela ia sair de perto eu puxei ela e disse eu vi você olhando também, dei um beijo no pescoço dela com uma mão segurando a barriga a outra comecei a deslizar para baixo e disso to de pau duro por sua causa. Ela começou a ficar ofegante e disse que não era certo que não podíamos fazer isso, então eu disse ninguém precisa saber, poderia ser segredo nosso.

Cunhada virgem me deu a bundinha

Cada vez mais o clima esquentava até que ela virou pra mim e começou a me beijar. Eu puxei o pau pra fora e pedi pra ela chupar ela ficou meio que com receio mais acabou chupando com um pouco de medo, ela nunca tinha chupado um pau então fiquei quietinho e acabei gozando na boca dela, disse pra ela que quando uma mulher recebe gozada na boca ela engole. A safadinha engoliu tudinho falei agora é minha vez de te chupar. Ela nao queria deixar mais insisti e deitei ela nas pedra e comecei a chupar ela e quando ela tava toda melada disse pra ela: deixa eu te fuder. Ela disse que não pois não tinha camisinha e ela era virgem. Insisti mais mesmo assim nada.

Então eu disse então deixa eu fuder seu cuzinho, não precisa de camisinha e não tem risco de engravidar. ela ficou meio assim negou mais acabou liberando. Coloquei ela de quatro lambi o cuzinho dela depois coloquei um dedo passei pra dois dedos cuspi no cuzinho dela e disse se ela estava pronta ela disse que nao. Eu disse relaxa, vou cuidar de você, eu e sua irmã fazemos direto, ela adora.

Ela ficou mais a vontade então fui colocando a cabecinha ela gemendo, eu ia cuspindo na mão e passando no pau pra ficar bem molhado. Ela disse que ta bom eu disse que acabou de entrar a cabecinha mais ja estava na metade do pau parei, esperei ela acostumar, depois terminei de empurrar tudo e ela gemendo dizendo ai ta doendo mais ta gostoso.

Ela disse que tava passando a dor então comecei a mexer pra frente e pra trás devagar e ela gemendo gostoso e eu num tesão nem acreditava que tava fudendo aquela bundinha empinada da minha cunhada, cuzinho apertado. Ela nao parava de gemer até que começou a se tremer não aguentei ver ela gemendo naquele orgasmo que ela tava, gozei no cuzinho dela, depois disso nos arrumamos, peguei um pouco de terra e joguei no braço que estava suado e ficou aquele melecado de terra.

Chegando em casa minha sogra e minha mulher perguntaram o que aconteceu eu disse que nada fomos na estradinha de terra quando parei a moto pra tata subir perdi o equilíbrio e cai todo mundo riu mais ninguém imaginava..

Depois disso sempre que vamos pra minha sogra eu como o cuzinho da minha cunhada quando tem uma brecha.. esse ano começou bem minha mulher começou a trabalhar das 09:00 as 20:00 e minha cunhada vem passar alguns dias em casa. Vou fuder ela direto e também é minha oportunidade para tentar ser o primeiro dela e tirar a virgindade da safadinha. Se eu conseguir posto o fato aqui.

(*) Nome fictício.



Contos relacionados

Deixe seu comentário

Ler Contos Eróticos Reais Grátis.
© 2011 - 2021 - Contos Eróticos – Top 10 Contos Eroticos – conto erotico (2020)

porno - contos eroticos - contos eróticos - quadrinhos eroticos - xvideos - Filmes Porno - Porno Brasileiro

error: