Contos Eróticos: Histórias Reais de Sexo, Contos Pornô » Contos de Sexo » Relato erótico de um casal de namorados

Relato erótico de um casal de namorados

  • 15 de outubro de 2019
  • 7372 views
7 votes

Olá, sou um seguidor de leitor de contos mais hoje estarei contando um Conto real meu.
modificarei os nomes das pessoas pois sei que ela também é leitora mais é tímida para contar.
Me chamo Antônio, tenho 25 anos , 1,83 de altura cabelos castanhos escuros, corpo não muito atlético 90 kg, um cara comum, porém muito elogiado pelo belo par de nádegas.

minha namorada se chama Maria , tem 21 anos, 1,79 de altura, cabelos castanhos claros, 85 kg, sedentária, com peitos pequenos porém a bunda é bem grande causando inveja nas amigas.

Sempre fui viciado em sexo, por min fodia de 3 a 4 vezes por dia, tenho um apetite sexual insaciável, não sou um bem dotado, porém também não o zé piroquinha, e todas as parceiras que tive nunca reclamaram e sempre fazia elas chegarem ao orgasmo chegando ao squirt.

Já Maria não tem o mesmo tesão que eu, fica excitada somente quando eu brinco com ela, não tem fantasia sem nada, meio triste de imaginar, mais na cama é uma puta

Bom, certo dia, estava eu e Maria e umas parentes dela jantando em um restaurante, logo após de jantar pegamos a estrada pois ficava alguns km de distancia em casa.

No caminho ela com sono pois estava bem cheio depois da janta, veio dormindo no carro com a boca aperta, e eu pensando aquela linda boca fazendo uma boquete, mais como ela não tem tesão no mesmo nível que o meu.
Bom eu ia mexendo em seus peitos no caminho, como ela tem sono pesado ela nem sente nada. Nesse momento já estava imaginando altas coisas para fazer com ela mais a noite.

Chegando perto de casa resolvi que a noite ia ser um pouco diferente da convencional, estamos juntos a 6 anos mais mesmo assim levo ela no motel, dessa vez não foi diferente.

ela estava dormindo no carro e despertou perguntando porque a demora para chegar em casa, falei que não iria para casa dormi, que levaria ela para foder muito sem preocupação com gritos e gemidos com os vizinhos.

Ela gostou da ideia falei para ela não volta a dormi pois queria ela bem acordada para o ato.
ela obedeceu ficou mexendo no celular até chegarmos.
chegamos escolhemos o quarto, fui logo no banheiro, pratico Kegel, (para os que não sabém uma pratica para durar mais na cama, consiste em exercícios e controle do xixi para força a musculatura do penis) estava sem mijar fazia 40 minutos des do restaurante, enfim. aproveitei tomei um ducha para tirar todo o suor e cansaço do corpo.

Maria não sábia que fazia o Kegel, notei que ela ficou espiando pela porta meia aberta o porque o barulho do xixi parava e depois de alguns segundo continuava. Notei a sombra dela espiando mais não falei nada e nem ela tocou no assunto, coloquei a cueca e sai do banheiro.

ela entrou e foi fazer suas necessidades, tomou banho e voltou com a roupa que usava antes. (saia preta um pouco acima dos joelhos, e um blusa vinho). eu como sou taradão já fiquei de cueca e deitei na cama, coloquei a tv em um filme porno que passas nas tv do motel, ela deitou na cama e começamos a nos beijar, não demorou muito fui até o pescoço dela, ai ela se desmonta beijei ele todo, puxei a blusa para o lado e começei a mamar seus peitos puxava eles o máxima para dentro da boca, e ela ficava loca a cada passada de linguá em seus bicos do peito.

ela já estava doida de tesão, devia está pingando, mais gosto de castiga ela e não mecho na buceta dela até que ela pegue em meu pau, nisso ela já foi arrancando minha cueca e já caiu de boca.

ela estava com halls na boca, cada vez que ela descia molhando ela voltava e dava uma assopradinha para ficar quente e frio ao mesmo tempo, não sou dotado mais ela tem que pegar meu pau com duas mãos para punhetar. as veias já estavam estufadas então pedi para ela deitar na cama, mais ela falou que não. subiu com sua buceta até minha boca, e de saia veio aproximando ela do meu rosto, quando vi notei que a safada estava sem calcinha e sua goza estava escorrendo na saia, então ela deu uma levantada e mostrou aquela baba escorrendo e fez cair em meus lábios, nisso ela já sentou forçando sua buceta contra minha boca, estava toda depilada lisinha, igual bumbum, de neném fui lambendo seu clitóris e ela foi se contraindo até que ela começou bater uma para ela e uma para min com a outra mão, demorou 1 minuto ela gozou em minha boca, aquele gosto delicioso, escorria no meu rosto, suas pernas forçava meu corpo como ela estava por cima.

peguei ela no motel tem aquelas cadeiras e sofá eróticos, coloquei ela de quatro para foder aquela buceta, ela arreganhou estava bem molhada que chegava escorrer entre suas pernas,
esfreguei meu pau na buceta toda, mechia de um lado para o outro fiquei assim por 1 minuto notei que ela já queria gozar novamente, então botei na porta bem devagar mais ela é puta na cama já foi com tudo para trás para colocar aquele pauzão até o final.

Bombava ela de vagar e colocava tudo para dentro, dava para sentir batendo lá no fundo a cada bombada ela dava uma gemido e contraia a respiração, eu judiando dela ia bem de vagar e ela gosta bem rapido para chegar mais rapido ao orgasmo, eu judiando dela e meu pau ficando toda branco de goza, ela gozava a todo instante acho que para ela é normal gozar tanto assim mais o que ela sempre quer é que eu fodo com força para chegar ao orgasmo mesmo.

Assim bombava ela forte e até o final do meu pau, nisso ela gemia gritava muito alto, a tv estava com o volume alto e ela gritava mais alto que a tv, deve ter gozado varias vezes, pedi para ela levanta e ir na cadeira erótica, ela sentou e posicionou eu regulei a cadeira para ela ficar bem perto para foder com força, meu pau estava todo branco passei na buceta dela e enfiei para dentro, coloquei tudo para dentro, ela falou que estava na posição certinha que sentia tudo até o fim dela, comecei a bombar ela e ela gemendo gritando arranhando meus braços que segurava na cadeira, até que ela começou a usar bateu uma enquanto fodia ela, até que ela soltou um grito e senti uma pressão enorme no meu pau, ela chegou no orgasmo, parei de foder ela tirei meu pau ela estava em transe de tanto tesão que mal conseguia ficar em cima da cadeira, segurei ela e ela começou a tremer toda com o tesão que passava pelo seu corpo, sua buceta escorria muita porra branca parecia uma torneira mal fechada, deixei ela se recuperar fomos para a cama, deitei pois estava cansado de tanto foder rápido e com força, ela sentou por cima, começou pular sem parar, até que ela foi da uma relaxada e esfregou sua buceta sentido meu umbigo, acho que tocou no ponto dela que ela deu uma tremidinha, puxou o ara para dentro e começou esfregar muito rápido, ela teve outro orgasmo, como já fazia um bom tempo que estávamos fodendo, relaxei para gozar com ela, ela estava tendo orgasmo mais não parava de esfregar acho que era tanto tesão que sentia que não controlava mais os movimentos, então fodi ela o mais rápido que consegui e gozei dentro dela, ela tremia e urrava de tesão, ficou por cima de min toda mole ainda por alguns minutos, ela foi se levantando pensei que ia deitar ao meu lado, ela foi até meu pau e chupou toda aquela goza dela com a minha, só depois foi deitar do meu lado. ficamos alguns minutos conversando e fomos embora pois já fazia muito tempo que estávamos no motel.
acho que os vizinhos de quarto devem ter escutado alguma coisa de tanto que ela gritava

espero que gostem do meu conto real. em breve postarei mais.



Leia Contos eroticos relacionados

10 comentários para “Relato erótico de um casal de namorados

  1. Meteus • 18 de outubro de 2019

    Uall que conto gostoso não sabia do kelgey vou praticar . Aí se minha esposa fosse assim. Poderia compartilhar mais sobre seus contos

  2. Anny • 15 de novembro de 2019

    Que delícia

  3. SafadoTarado • 26 de dezembro de 2019

    A minha também é assim como a sua, sou uma cara cheio de fantasias, muitas mesmo, mais ela não topa nenhuma, principalmente ao que diz respeito a acrecentar mais alguém, mais entre 4 paredes comigo é uma safada!! Há, muito bom seu Conto, Parabéns

  4. anonymous • 27 de dezembro de 2019

    nossa delicia de conto meu pau ficou pulsando de imaginar vcs fodendo, mto bom msm, proxima vez coloca foto de vcs

  5. Anônimo • 1 de fevereiro de 2020

    Q delícia de conto.
    Queria q a minha esposa fosse assim safada na cama

  6. Nathy • 24 de março de 2020

    Me identifiquei adorei!

  7. Anônimo • 26 de março de 2020

    Minha buceta chega pulsou doida pra fuder.

  8. Pauzudo42 • 27 de abril de 2020

    Chama no zap xxxx

  9. Anonimo • 2 de maio de 2020

    Minha nossa, que delícia, minha buceta está pegando fogo

  10. Neide • 2 de maio de 2020

    Eu quero, que delícia

Deixe seu comentário

Ler Contos Eróticos Reais Grátis.
© 2011 - 2020 - Contos Eróticos: Histórias Reais de Sexo, Contos Pornô

porno - contos eroticos - quadrinhos eroticos - xvideo - Filmes Porno - Porno Brasileiro - Xvideos - xvídeos

error: