Tirei o cabaço da priminha virgem

  • 18 de junho de 2020
  • 3703 views
9 votes

Olá, meu nome é Gabriel(*) tenho 25 anos. Essa história aconteceu quando ainda tinha 20 anos. Tenho uma “meia-prima” que sempre me olhou diferente, ela tinha 19 anos, uma morena de 1,60 peitos médios e bonitos, uma bunda maravilhosa e redondinha. Por ser filha da mulher do meu tio não achava problema em dá umas olhadinhas quando ela não estava olhando.

Nesse dia meu tio me pediu para leva ela na casa de uma tia dela, pois ele não podia, de bom grado falei que ia. Quando cheguei para buscar ela, meu pau não aguentou e subiu na hora, mas como não ficar? A garota estava com um vestido curtinho e bem apertado, mostrando seu belíssimo corpo, não deixava nada pra imaginação.

Ela entrou no carro e eu fui. Entre vários papos ela me perguntou:

– Você gosta de homens ou de mulheres?

respondi na hora

– claro que de mulheres! porque da pergunta.

Ela: – por nada.

Nesse papo afirmei varias vezes que era homem. Então virei e perguntei se ela ainda era virgem. Assim ela me afirmou com a cabeça. Insistir dizendo que era impossível, pois, como assim uma gostosa daquela ainda ser virgem.

Levando para o lado da maldade brinque com ela.

Eu: – Serio mesmo que você ainda e virgem?

Ela:- sim, nunca tive a oportunidade!

Eu: – Mas você é virgem de tudo? nem um boquete você fez?

Ela (envergonhada)- não.

Priminha virgem perdeu o cabaço e fez boquete

Ficamos em silencio por um tempo, pois estava só esperando para passar por uma rua onde não passava ninguém, lá tinha umas casas abandonadas. Eu não aceitava que uma putinha gostosa daquela nunca tinha dado a xoxota dela.

Quando chegamos nessa rua eu reduzir o carro e entrei de novo no assunto.

Eu: – Não estou acreditando que você nunca fez.

Ela (com a cara de safada): – E serio.

Coloquei minha mão em volta do pescoço dela e disse:

Eu: – Então agora descobrir.

Ela: – o que?

Eu (pegando no peito dela): – o porque essas belezinhas são tão bonitos, devem ser muito gostosos.

Ela:- Eu acho que são!

Logo tirei a mão.

Eu:-Você nunca deixou ninguém enfiar o pau na sua xota?

Ela:- Não era o caso de deixar.

Eu:- Posso passar a mão nela? só pra ver se é gostosa?

Ela: – só uma passadinha pode!

Então de imediato enfiei a mão por baixo do vestido apertado dela, nem acreditei que a cachorra estava sem calcinha. Mais que buceta gostosa, lisinha e molhada, meu pau logo salientou. Ela deu uma olhada pra ele bem rápido mas eu notei e disse:

Eu:-Você já pagou um boquete?

Ela: -também não, só ficava na siririca para desestressar.

Eu:-você sabe fazer um boquete?

Ela:-Não sei!

Eu puxei a mão dela e coloquei em cima do meu cacete, logo vi que a cachorra gostou.

Ela: – nossa que duro.

Eu: -quer ver se você sabe chupar gostoso?

Ela:- sabe eu sempre te achei gostoso, então eu quero.

Então parei o carro e desabotoei o short. A safada foi acariciando, quando dei por mim meu pau já tava na boca dela. Parecia uma profissional, começou lambendo a cabeça e depois enfiou metade na boca.

Depois de um tempo me chupando e eu brincando com a xoxotinha dela (que estava babando de tão molhada). ela falou pra mim:

Ela:-uauuu exatamente do jeitinho que imaginei nas minhas madrugadas de masturbação. Depois de sentir esse caralho na Minha boquinha, quero ele na minha bucetinha apertada.

Sem perder tempo passamos para o banco de trás. Quando a cachorrinha deslizou a xota no meu cacete, senti que ela tava dizendo a verdade ninguém botou naquela vadiazinha. A ppk era apertadinha.

Eu abrir as pernas dela e coloquei só a cabeça. Com a buceta dela molhadinha e meu pau com a baba da boqueteira, rapidinho a cabeça entrou, quando sentiu meu cacete nela ela soltou um gemido.

-Auhuuuuuummmmmmmmmmm que delicia, vamos enfia o resto.

Claro fiz o que ela pediu, fui botando de vagarzinho. Depois que meu pau entrou ela soltou outro gemido.

Ela:-aaaaiiinnnnnnnnn que delicia, podia ter feito antes.

Eu- viu o que estava perdendo?

Ela:- não quero perder mais nada!

Eu: – Agora cala a boquinha minha putinha, que agora vou meter mais forte.

Ela:- tudo bem, mete na bucetinha dessa cachorrinha.

Comecei a bombar bem for, a cada metida ela dava um gemido. aaiiiinnnnnn. uuuuuuuiiiiiiiiiiiii. vai mete, mete, meteeeeeeee.

Ate que ela gozou, mas eu continuei fudendo aquela buceta.

Depois de algumas enfiada bem fortes, tirei meu pau e botei na boca dela.

Eu: -vai minha putinha, sente o gosto da sua bucetinha desvirginada.

Ela:- nossa que delicia.

Eu:-vai chupa! chupa esse caralho, se você chupar gostoso ele vai ser seu quando você quiser.

Ela:-uuuhhhhmmmmmmm

Quando vi que ela tava aproveitando o pau do primo tirei da boca dela e comecei a chupar a buceta dela. Quando experimentei aquele melzinho….. uuuuiiiiii!! ainda bem que eu fui o primeiro a fuder aquela gostosinha.

Chupei ela até ela gozar na minha boca. Então não esperei ela descansar e comecei a meter na bucetinha dela, e ali fiquei metendo até gozar dentro dela, quando tirei meu pau a buceta dela estava vermelhinha.

Eu: -nossa ficou do jeitinho que eu gosto, isso e pra você lembrar sempre do pau do priminho aqui.

Ela:- Não vou esquecer de forma nenhuma, sempre quero que você mete nela. Amei sentir essa porra quentinha na minha ppk.

Eu: – vai ser um prazer meter nessa putinha minha.

Depois seguimos caminho, deixei ela na casa da tia dela e foi como nada tivesse acontecido. Mas até hoje ela arruma pretexto pra ficar sozinha comigo nem que seja pra me dar uma mamada. Isso é para outro conto.

(*) Nome fictício



Leia Contos eroticos relacionados

1 comentário para “Tirei o cabaço da priminha virgem

  1. gustavo • 23 de junho de 2020

    nossa conto muito bom, quem quiser foder com 25cm só responder esse comentário. adoraria foder uma novinha.

Deixe seu comentário

Ler Contos Eróticos Reais Grátis.
© 2011 - 2020 - Contos Eróticos: Histórias Reais de Sexo, Contos Pornô

porno - contos eroticos - contos eróticos - quadrinhos eroticos - xvideos - Filmes Porno - Porno Brasileiro - Xvideo - xvídeos

error: