Contos Eróticos - Top 10 Contos Eroticos - conto erotico (2020) » Causos de Traição » Traindo o marido primeira vez com o colega e trabalho

Traindo o marido primeira vez com o colega e trabalho

  • 11 de fevereiro de 2021
  • 4676 views
6 votes

Sou morena, baixinha de 1.56 alt, com 62 kg atualmente, mas na época que tudo aconteceu estava com 52 kg. Ainda meu corpo estava em mudança por causa da gravidez. Como havia ganhado muito peso, fiz uma dieta e consegui perder 24 kg. No início do trabalho não dava muito atenção à nada, meu foco na época era cuidar meu filho e marido.

Sempre fui muito dedicada à família, ao trabalho e tudo que faço me jogo 100%. Uma perfeccionista.

Acordava 5:30 manhã me aprontava e as 6 hs acordava meu bebê, preparava tudo para as 6:50 hs deixar ele na escola/creche. Voltei trabalhar quando ele tinha 7 meses. Os 3 primeiros meses foram os piores, cansativo e financeiramente não compensava todo desgaste.

Tinha um colega bem tarado, vivia dando de cima de todas as colegas de trabalho e comigo não era diferente. Sempre falava que tinha vontade de pedir demissão e ficar em casa cuidando da família, mas ele pedia para ficar e ter paciência que com o tempo ia melhor tudo. Fui ficando e nele vi um verdadeiro amigo.

Não sabia muito sobre computadores e eu como sempre tive facilidade em aprender, fazia questão de passar pra frente. Ajudava no que podia, as vezes sentava ao lado dele para ensinar e ele começava a sussurrar coisas obscenas. Ficava sem jeito mas gostava aquela forma.

Despertou o tesão no colega e trair o maridão pela primeira vez

Me sentia desejada. Que mulher não gosta? Mas era fiel e nunca passava pela minha cabeça de trair meu marido. Ele sempre foi perfeito.

O tempo foi passando e as tentações cada vez mais. Comecei a me produzir mais pro trabalho e ele sempre com elogios. Dali em diante sempre que ia fazer algo diferente já pensava se ele ia gostar p me encher de elogios.

As vezes nas horas de tempo livre ele fazia questão de contar suas aventuras e sempre dizia que era bom de cama. Naquela época não tinha WhatsApp e falávamos por mensagens no computador. Foi de mansinho e de repente ficando cada vez mais picante. Eu me deixando seduzir por ele.

Um dia ele saiu do escritório para ajudar um descarregamento do caminhão. Ferragens, já que nosso horário estava para finalizar e o caminhão havia atrasado. Ele era faz tudo, desde atendimento, compras, até no carregamento.

Quando cheguei na janela do pátio p ver o andamento, me deparei com ele sem camisa. Aff, foi visão do paraíso. Peito liso, sem nenhum pêlo e abdômen sarado. O suor escorria pelo seu peito descendo às bicas. Vendo aquela visão, fui à loucura. Nunca tinha sentido tanto tesão na minha vida. Que loucura, o corpo estava em chamas e a “danada” até pulsava de vontade de sentir o cacete dele.

Aff, estava perdida.

Dali enviei várias mensagens no computador dele e ficamos dias nos provocando. Até que ele me chamou p ir no motel, de cara assim, assustei e recusei.

Ir pro motel? O que ele pensava q eu era? Nunca faria isso!

Bobinha, não sabia o que tava perdendo!

Cheia de pudor, mas com muita malícia, aos poucos fui me entregando o lado safado que não sabia que tinha. Ele fechava a empresa e eu as vezes ficava até hora máxima, já que era muito dedicada mas tinha hora pegar meu filho escola.

Isso foi se estendendo por longo ano e alguns meses.

Sempre fugia dele mas ao mesmo tempo as mensagens ficavam cada vez mais picantes.

Um belo dia, os dois ardendo em fogo, empresa sem nenhum cliente e funcionários, apenas nós dois, fui até a cozinha tomar copo d’água, era muito calor aquela situação é já não aguentava mais.

Ele veio atrás e quando me virei para ir embora ele me deu roubou um beijo. Roubou pq não esperava mas quando senti seus lábios nos meus, aquele fogo de meses, me entreguei e beijei como uma louca. Mordia seus lábios, chupava, e não conseguia parar. Não conseguia ver nada, tudo escureceu, corpo tremia, fiquei tonta, acredito que era o medo misturado com tesão preso há muito tempo. Depois eu sai louca para buscar meu filho. Neste dia foi apenas o beijo, mas com certeza queria muito mais.

O beijo foi tão quente que imaginava como seria o sexo. Ainda inexperiente, até as palavras eu não usava portaria, como já disse, era cheia de pudor.

Mas antes do beijo, tivemos vários momentos de desejo, sem ter toque, apenas no olhar. Acredito que isso foi o que deixou a conquista excitante.

Pular essa parte, vamos logo pro dia que liberei meu pudor e virei uma puta…..

Marcamos de nos encontrar num sábado após o trabalho . Acordei, me preparei, vesti roupa normal do dia a dia, mas usei lingerie bem ousada. Passei hidratante a cada cm do meu corpo, queria que quando me tocasse sentisse a maciez.

(Há! Detalhe….Gosto de mandar, era durona no trabalho e muito boa no que fazia. Então gostava de dominar a situação. Isso deixava ele louco de tesão. )

Nos encontramos no estacionamento do shopping, o ar faltava, as mãos geladas e o corpo tremia naquela situação nova. Só conseguia olhar e desejar, nenhuma palavra foi dita.

Chegando no motel ele foi logo tomar um banho e me chamou, mas recusei. Já que estava limpa e não queria o primeiro contato assim.

Imaginava que seria mais romântico, mas já saiu do banho se enxugando e com aquele pau já no ponto. Fui a loucura, lisinho, toda virilha depilada. Fiquei constrangida já que estava ainda de roupa.

De um jeito bem cafajeste, ele me puxou e me deu um beijo daqueles de tirar o fôlego. Tremia, faltava ar, corpo gelado mas a danada ardendo em chamas. Ali acabou meu pudor e arranca o toda roupa.

Joguei ele na cama e disse para ficar quietinho pq eu ia conduzir tudo.

Comecei beijando o pescoço, os peitos lisinho, fui descendo pela barriga até chegar no pau dele. Não era o tamanho que estava acostumada do marido, o único até o momento. Mas fui lambendo, sugando, brincando com minha língua na glande, ele delirava de prazer.

Lambi todo o saco, muito macio enquanto masturbava com uma das mãos.

Que loucura, queria chupar aquele cacete por horas mas com medo dele gozar, fui subindo novamente com a língua, segurei seus braços ate a altura da cabeça.

Ele até tentou me conduzir, mas naquele momento eu estava dominando a situação.

Um fogo queimava meu corpo e a buceta molhada, encharcada, já tava bem dilatada para receber tudo. Subi naquele corpo, beijando até sentar no seu cadete, olhando para cara dele de safado, e eu mais ainda. Fui descendo devagar p ficar com aquele momento único, sentindo o cadete dele entrar todo na minha vida tá molhada. Nessa posição entra td até no talo.

A partir dali descobri que nasci para ser puta, que adora fazer tudo, e como ele tinha físico preparado, a performance era de dar inveja a qualquer homem.

Transamos nem sei quanto tempo, perdi a noção. Pedia para estocar bem forte aquele cacete. Nossa sintonia era tão perfeita, que não queria que terminasse.

O corpo dele ali com o meu, batia forte do jeito que eu gosto, me comia de todas as posições, até que me virou de quatro e foi lambendo meu cuzinho. Que delícia, só faltava meter nele bem forte, mas não sei se ia aguentar pq já tinha gozado tanto que já estava mole, sem forças.

Mas com jeitinho foi enfiando seu cacete, até que perguntou se podia tirar camisinha, pq não ia conseguir gozar com ela. Logo já pedi, então tira e goza bem gostoso no meu cuzinho.

Foi uma tarde maravilhosa que tivemos, inesquecível.

Depois dessa ainda tivemos várias, quase 2 anos como amantes e o tesão não acabava.

Mas outras histórias conto depois, pq agora vou correndo dá pro maridão que já tô queimando de tesão só de lembrar.



Contos relacionados

1 comentário para “Traindo o marido primeira vez com o colega e trabalho

  1. Ricardo • 15 de fevereiro de 2021

    Tive uma experiência muito parecida com a que você relatou. Fiquei de pau duro só de lembrar.

Deixe seu comentário

Ler Contos Eróticos Reais Grátis.
© 2011 - 2021 - Contos Eróticos – Top 10 Contos Eroticos – conto erotico (2020)

porno - contos eroticos - contos eróticos - quadrinhos eroticos - xvideos - Filmes Porno - Porno Brasileiro

error: