Contos Eróticos - Top 10 Contos Eroticos - conto erotico (2020) » Lésbicas » Vizinhas fazendo uma tesourinha bem molhadinha – 2ª parte

Vizinhas fazendo uma tesourinha bem molhadinha – 2ª parte

  • 10 de junho de 2021
  • 517 views
0 votes

Espero que tenham gostado da primeira narrativaVizinhas fazendo uma tesoura bem molhadinha”, nela lhes contei minha primeira relação com outra mulher em uma manhã de quarta-feira, vou continuar daí …

Na tarde daquele dia eu só conseguia pensar na minha musa, a noite meu marido chegou cheio de vontade e como eu ainda estava com os hormônios a flor da pele, começamos a nos acariciar e fizemos sexo que nem de longe poderia ser comparado ao da manhã.

Como minha amante tinha prometido tomar café da manhã comigo, logo cedo preparei uma farta mesa com tudo, pães, café, leite, iogurte etc … quando meu celular tocou, era ela dizendo que teria que dobrar o plantão e não poderia ir para casa, a explicação não me convenceu, cheia de ciúmes, imediatamente veio-me o palpite de que ela tinha voltado com a antiga namorada, passei o dia sofrendo.

Meu marido já tinha chegado a noite quando vi que ela estava estacionando e nem conversamos.

Na manhã seguinte, mal meu marido tinha saído o interfone tocou:

_ Oi meu amor, hoje estou de folga, posso ir a sua casa agora.

_ Sua ex estava bem?

_ Eu tinha certeza que você estava pensando isso, mas eu sou de uma pessoa só, sua

_ Estou te esperando

Mais uma foda com a vizinha que me deixa molhadinha de tesão

Ela entrou com uma bolsa na mão e trocamos um beijo rápido, quando eu falei que tínhamos que conversar, afinal até então nunca tínhamos conversado, só ido para a cama.

Ela iniciou a conversa afirmando que realmente tinha dobrado o plantão, que não queria mais saber da ex e que nunca tinha tido tanto prazer com alguém quanto teve comigo, por isso, queria me mostrar mais algumas coisas, pois adorava mulheres depravadas que se entregavam como eu tinha me entregue no dia anterior.

Fiquei com o “depravadas” na cabeça, se era isso que ela queria, seria isso que ela teria, pois eu daria vazão a minha tesão, nunca mais seria a mulher recatada de até então.

Fomos direto para minha cama, tendo minha parceira colocado a malinha de mão sobre o criado mudo, estávamos ambas encharcadas, eu sentia o liquido escorrendo por minhas pernas, ao passar a mão na buceta daquela mulher que falou vou te ensinar uma variação da tesourinha que acho que você tanto gostou fique nessa posição, ela já estava com a parte lateral do corpo apoiado na cama e com um dos cotovelos apoiado segurando a cabeça fiquei na mesma posição e o encaixe das pernas foi automático, desse modo nenhuma das duas ficava por cima e com os movimentos completamente livre quando minha amante colocou a mão no meu quadril para me ensinar o movimento, eu já estava esfregando a minha buceta na dela, ouvindo o som do liquido que jorrava abundantemente das duas grutas, esfregávamos desesperadamente a procura do prazer entre gemidos e gritinhos, nosso gozos chegaram ao mesmo tempo e completamente liberada gritei tesããããão.

Ficamos algum tempo com nossas bucetas grudadas e relaxamos gostosamente desfrutando da paz que só o sexo intenso pode dar.

Após a ducha e os amassos e carinho que uma mulher pode fazer com outra, fomos para a cama, onde minha professora de lesbianismo mostrou o conteúdo da bolsa, vários brinquedos sexuais que eu só tinha visto em filmes, três em formato de pênis em tamanhos diferentes, dois plugues anais, um em formato de pênis com duas cabeças e uma cintaralho com orifício para acoplar os vibradores.

Sem perder tempo, escolhe o caralho duplo, abri a gaveta do criado peguei o K&Y enchi minha caverna com o liquido enfiando dois dedos na xaninha da agora minha mulher, voltamos a mesma posição, com a lateral do corpo e os cotovelos apoiados e enfiamos em nossos corpos aquele objeto, que para mim era um pouco maior que qualquer outra coisa que já tinha visitado meu canal vaginal, iniciamos os movimentos e em minutos já sentíamos as cutucadas lá no fundo e as paredes do canal completamente ocupados, os movimentos tornaram-se alucinantes, senti chegar o prazer, mas dessa vez de modo diferente “foi um orgasmo múltiplo” no meio do qual ainda pude perceber que minha parceira também gozava.

Completamente sem forças retirei aquele falo artificial de dentro de mim, a visão da minha amante com aquele caralho dependurado eu jamais esquecerei.

Recuperando a consciência, escutei barulho na parte de baixo da casa, com certeza tínhamos perdido a hora, falei para minha amante, vou atrair a empregada para o quintal e você sai.

Deu tudo certo, mas quando voltei ao quarto, vi que minha vizinha tinha deixado a mala com todos os “instrumentos”, juntei tudo e guardei no armário, as consequências eu conto depois.



Contos relacionados

Deixe seu comentário

Ler Contos Eróticos Reais Grátis.
© 2011 - 2021 - Contos Eróticos – Top 10 Contos Eroticos – conto erotico (2020)

porno - contos eroticos - contos eróticos - quadrinhos eroticos - xvideos - Filmes Porno - Porno Brasileiro

error: