A puta do casamento perfeito

  • 14 de fevereiro de 2021
  • 4164 views
0 votes

Sou morena, cabelos e olhos escuros, gostosa e safada. Sempre fui fogosa, mas de família severa e poderosa na cidade pequena em que nasci e cresci. Sou inteligente e mesmo vigiada e os caras tendo medo do meu pai eu conseguia o que queria: rola. Rápido eu percebi que os melhores lugares para foder era onde meus pais achavam que eu estava segura: escola, igreja, casa de familiares.

Na mesma linha, meus pais se preocupavam com garotos perto de mim, mas não imaginavam que meu foco era homens mais velhos e casados: eles estavam loucos por sexo e não falariam.

Tinha a imagem de boa moça, mas era puta e já tinha dado pra professores, amigos do meu pai e até para o pastor! Aos 19 meu pai queria que eu casasse e tinha escolhido o marido. Seria meu fim! Um marido me controlando? Então eu vi a luz, meu amigo, um advogado, 30 anos, família rica e gay no armário. Ele nunca tinha me dito, mas eu fodia o irmão casado dele que falou da desconfiança e que a família nunca aceitaria.

Corri para esse amigo, eu precisava de um marido que me deixasse livre, e ele de uma Esposa para disfarçar. Nos casamos em 3 meses. Meu pai achou que tinha cumprido o seu papel, levando a filha virgem ao altar ate o homem que seria meu marido, quando na verdade eu já tinha dado muitos ali e estava casando com um gay!

Na lua de mel eu conheci o cara que era o então era o namorado do meu marido, eles ficaram na suíte e eu em outro quarto, mas não fiquei só: descobri que hotel é um prato cheio pra sexo casual!

Um casada bem puta

Fomos morar numa cidade próxima e me tornei a puta que sempre quis ser. Eu fodia sempre que podia (homens adoram uma puta casada). Meu personal trainer exercitava muito minha buceta em casa, ele era a minha foda mais regular. De vez em quando eu fazia viagens curtas para fazer fotos (meu hobby) e dizendo que ia abrir a mente, mas na verdade ia abrir a buceta (hotéis são melhores do que boates para achar pica). Mas quando conheci o Caio(*) e o Paulo(*), dois sócios empreiteiros que faziam uma reforma na minha casa, minha vida mudou.

No dia em que o Caio apareceu sozinho de manhã eu achei que era a minha chance, apareci só de toalha e ele, que vinha me comendo com os olhos à semanas, não resistiu e me comeu na minha sala em obras. Estava de 4 com Caio arregaçando o meu cu quando o Paulo entrou. Fiquei paralisada de choque, eu era uma puta discreta, o sucesso do meu arranjo dependia disso, para os dois lados – mas o Paulo só disse: “Vc ganhou a aposta”. Caio riu e disse: “Ganhei mesmo mas cara essa é muito vadia, vem foder ela tbm”.

Os sacanas tinham apostado quem ia me comer primeiro! Paulo olhou pra mim e sorriu, foi logo tirando a calça e colocando a rola na minha boca. Eles me chamavam de esposa puta e riam do meu marido corno. Eles me comeram do jeito que queriam, maravilhados por eu gozar e querer mais e impressionados com o meu oral: aquela boquinha ja tinha provado muita pica. Mas eu nunca tinha feito uma dp e foi uma sensação maravilhosa ser preenchida por 2 paus grandes, foi o maior orgasmo da minha vida!

Eu gritei tanto que não sei como os vizinhos não chamaram a polícia! Ficou claro pra mim que os dois safados, ambos casados, já tinham feito isso antes pq eles sabiam exatamente as posições certas para me socarem juntos, sem parar. “Agora vc é nossa vadia” disse o Paulo, “as vezes a gente paga uma prostituta pra nossa festinha e ela não aguenta tudo o que vc aguentou”.

Virei a putinha deles, eles me comeram durante toda obra da minha casa e depois eu fui trabalhar com eles, e passei a ser comida no escritório. As esposas deles me adoram, acham que estão seguras pq sou casada…mal sabem elas que um deles gosta de trazer as roupas dela para que eu use enquanto ele me fode…ou que em uma viagem eu chupava o marido dela enquanto ele a convencia a fazer sexo pelo telefone por estar com saudade.

Eles riam do meu marido, e não entendiam como ele não percebia que eu voltava pra casa toda arrombada, com roxos e até mordidas…mal sabiam eles que eu o meu marido riamos muito mais. Meu maridão sabe de todas as minhas aventuras e como boa bicha quer saber detalhes do pau de cada macho que encontro.

Continuo com o meu personal foda, Pedro, Caio e de vez em quando ainda pego uma foda de ocasião…sou puta mesmo. Meu marido sabe de tudo, Pedro e Caio não, eles pensam que sou exclusiva deles. Então quem ri por último sou eu. Meu casamento é tão perfeito que estamos pensando em ter um filho (por inseminação) mas estou preocupada já que dizem que grávidas são insaciáveis…

(*) Nome fictício para preservar a identidade dos envolvidos.



Contos relacionados

Deixe seu comentário

Ler Contos Eróticos Reais Grátis.
© 2011 - 2021 - Contos Eróticos – Top 10 Contos Eroticos – conto erotico (2020)

porno - contos eroticos - contos eróticos - quadrinhos eroticos - xvideos - Filmes Porno - Porno Brasileiro

error: