Boquete pela primeira vez

  • 26 de abril de 2022
  • 16203 views
1 vote

Olá, hoje vou contar como foi o meu primeiro boquete, espero que se delicie e me imagine mamando o seu pau.

Meu primeiro boquete foi aos 18 anos, naquela época, eu era uma aspirante a putinha, uma verdadeira ninfeta, branquinha, ruiva natural, cintura marcada, bunda redondinha e uns belos pares de seios médios.

Todos os caras do condomínio queriam tirar minha virgindade, mas eu só tinha olhos para o uma rapaz. Ele morava no meu prédio, ele era branco, alto, corpo atlético, tinha 21 anos e estudava medicina, um verdadeiro sonho.

Em uma tarde de domingo, estava dançando funk no play do prédio com as minhas amigas, eu vestia um top tomara que caia branco e um shortinho que mostrava a polpa da minha bunda. Ele também estava no play, supostamente lendo um livro, mas a verdade é que ele não tirava os olhos da minha bunda e todas as minhas amigas tinham percebido isso.

Tomei coragem, o chamei com a mão e sai andando em direção a escada de emergência, não olhei para trás, caminhei contanto com a sorte.

Boquete pela primeira vez

Cheguei na escada e nada dele, fiquei sentada por alguns minutos enquanto olhava o celular até que uma das portas de incêndio se abriu, e logo em seguida a outra porta se abriu e era ele.

Assim que ele entrou já foi perguntando:

– O que a putinha quer?

Respondi:

– Você!

E a conversa continuou:

– Já deu a boceta?

– Ainda não, ela está guardada para você.

– Já chupou um pau?

– Não.

Foi então que ele colocou o pau para fora (aquele caralho de 22cm, grosso e cheio de veias), sem nenhuma delicadeza puxou a minha cabeça em direção ao seu pau enorme. Claro, sem nenhuma cerimônia fui colocando na minha boca enquanto ele falava:

– Isso sua puta, chupa meu caralho. Enfia tudo na boca, lambe, vai, chupa com vontade. Tu não queria pau, agora tu vai chupar até eu gozar.

Até que ele tirou o pau da minha boca e mandou eu levantar e tirar a roupa. Prontamente eu o obedeci, ele ficou hipnotizado olhando o meu corpo, se aproximou de mim e começou chupar meus peitos, enquanto esfregava a mão na minha buceta. Aquilo foi tão prazeroso que comecei a gemer, enquanto gemia, ele falava no meu ouvido que eu era uma puta, e que iria fazer tudo que ele mandasse porque se eu não fizesse iria contar para o condomínio que sou uma piranhazinha.

Aquilo me deixou mais excitada e com medo, até que gozei e logo ele me disse “é uma verdadeira puta, vou ganhar muito dinheiro com você”.

Então voltei a chupar aquele caralho enorme, lambia, chupava, sugava colocava tudo que podia na minha boca e finalmente ele gozou, sem delongas engoli toda a porra dele olhando pra ele com uma cara de safada.

Ele pegou o meu celular salvou o seu número e disse:

– Toda vez que eu te ligar você vai ter que dá o seu jeito de vir até mim.

E assim eu fiz, toda vez que ele ligava eu ia mamar aquele pau delicioso.



Contos relacionados

Deixe seu comentário

Ler Contos Eróticos Reais Grátis. Quem tem prazer em ler contos eróticos de qualidade, certamente está no site pornô correto. Os melhores contos de sexo do Brasil. Existem diversas estórias de ficção, porém é possível ver muito conto erotico real. Temas sobre traição, corno, vizinha, primos, primas, incesto em geral. Todos os contos tem conteúdo apropriado para leitura. Sabemos que o tipo de usuário que possuímos é bem exigente por isso fazer a leitura dos contos eroticos levará a ter um prazer imenso, seja para bater aquela punheta ou siririca.
© 2011 - 2022 - Contos Eróticos – Top 10 Contos Eroticos – conto erotico (2022)

porno - contos eroticos - contos eróticos - quadrinhos eroticos - xvideos -Filmes Porno - Xvideos HD - Xvideos - Porno