Ela no pau de outro

  • 24 de janeiro de 2021
  • 2351 views
1 vote

Eu sou Caio(*) 27 e  Brisa(*) 25, nós somos casados 3 anos. Brisa é uma mulher bem atraente sempre desperta olhares por causa da sua beleza .

Vamos para o fato nós temos um amigo desde da época da faculdade que se chama Jorge(*) ele era bem próximo a nós sempre saíamos para bebe, perdemos contato pois ele passou em um concurso e foi para fora do Estado então tinha bastante anos que não nos víamos .

Então eu recebi uma ligação do Jorge falando que estava de férias, queria nós ver para relembrar velhos tempos marcamos de nós encontra em um shopping. Falei com Brisa que ficou toda animada.

Então chegando, lá estava ele todo arrumado, conversamos, relembramos velhos tempos, demos bastante risadas a noite foi bem agradável. Ele falava que o casamento fez bem para Brisa que parecia que o tempo não tinha passado para ela que estamos muito bonita, ela meio sem graça sorrio agradecendo.

O encontro foi bem agradável bebendo bastante e depois cada um foi para suas casas marcamos de nos encontrar outra vez na Minha casa fazer uma festa. Então eu e minha Esposa Brisa organizando tudo chamou mais amigos mais ótimos ,festa estava um sucesso muita bebida, música, comidas bastante bagunça risadas, dançando agarradinhos a festa foi até umas 3 horas da madrugada, então os convidados começou a ir embora ficou eu, Jorge e Brisa para arrumar um pouco de bagunça que ficou. Como já era muito tarde Brisa deu ideia de Jorge dormisse lá até amanhecer, para não precisar dirigir, concordei e ele também.

Então arrumei a sala colocando um colchão no chão para que ele dormisse e ele tomou um banho emprestei um short para ele. Eu e Brisa tomamos um banho e fomos dormir embora estávamos excitados, não transamos, Brisa ficou com medo Jorge ouvir.

Minha mulher no pau de outro

Dormir de conchinha, eu de pau duro esfregando na buceta dela peguei no sono mais do nada acordei e vi que a Brisa não estava na cama então pensei que ela tinha ido ao banheiro fiquei esperando como estava demorando resolvi e atrás dela e quando abre a porta do quarto escuto gemido.

Abrir a porta devagarzinho me abaixei no chão e fui olhar para ver o que estava acontecendo quando me deparei com uma cena que eu nunca imaginaria que poderia acontecer Brisa estava pelada sentada de frente Jorge quicando no pau dele e gemendo baixinho, dizendo palavras que me atingir diretamente como homem, falava com voz embargada pelo tesão que ela sentia que estava muito gostoso e nunca tinha sido tão preenchida como ela estava sendo e quanto Jorge chupava seus seios chamava ela de puta e dizia que sempre quis comer a buceta dela. Ela gemia baixinho como nunca tinha visto antes a raiva e o tesão tomou conta de mim então resolvi deixar para ver até onde isso iria passando em 5 minutos e ela gozou no pau dele gemendo alto que Jorge com medo de eu acordar tampou a sua boca dela quase desfalecido, relaxando em seus braços, dando o longo beijo na boca dele falou que nunca tinha sentido tanto tesão.

Jorge pegou ela no colo colocou ela deitada no sofá entrou entre as pernas dela pois ele ainda não tinha gozado  e eu vendo isso tudo acontecer com raiva e tesão mesmo tempo comecei me masturbar enquanto Jorge socava na Brisa no cacete duro numa velocidade incrível que logo ambos começaram a gemer. Ela gemia e pediu para Jorge arrombar essa putinha então ele saiu o dia entre as pernas dela, virou ela de grosso a bundinha dela um pouco para trás, meio de quatro, novamente a penetrou, era um vai-e-vem muito frenético parecia ele estava muito tempo sem comer uma buceta. Brisa só gemia e falava quando estava gostoso e para ele não parar de socar que ela queria gozar novamente pediu a Jorge para gozar junto com ela, queria sentir o leite dele todo dentro dela e foi assim que aconteceu após 3 minutos naquela velocidade que ele a penetrava, os dois gozarem juntos ficaram abraçadinhos se beijando.

Eu corri para cama fingi que estava dormindo até Brisa voltar e deitar do meu lado, logo pegou um sono, então passei a mão na buceta dela, escorrido esperma de outra homem, então corri para banheiro e masturbei, gozei feito louco.

No outro dia fingir que nada tinha acontecido eu gostei do que tinha visto. Brisa amanheceu com sorriso de canto a canto muito bem humorada cantarolando, então Jorge se despediu e foi embora eu fiquei em casa com meu par de chifres.

(*) Nome fictício.



Contos relacionados

1 comentário para “Ela no pau de outro

  1. Leo • 5 de fevereiro de 2021

    Que delícia conto fiquei muito excitado!

Deixe seu comentário

Ler Contos Eróticos Reais Grátis.
© 2011 - 2021 - Contos Eróticos – Top 10 Contos Eroticos – conto erotico (2020)

porno - contos eroticos - contos eróticos - quadrinhos eroticos - xvideos - Filmes Porno - Porno Brasileiro

error: