Transei com o montador de móveis

  • 16 de junho de 2020
  • 1106 views
18 votes

Me casei muito jovem, e não tive muitas aventuras sexuais e morria de curiosidade em conhecer outros homens, meu marido tem uma diferença de 20 anos em relação a mim, e eu sempre achei um absurdo ele ter tantas histórias pra contar enquanto eu nem tinha apreciado os sabores da vida, foi ai que decidi que isso teria que mudar!

Havíamos comprado um móvel e aguardávamos o montador da loja vir, estava lavando roupas quando o telefone tocou, era o montador avisando que já estava a caminho, confirmei que estaria lá pra recebe – lo, fiquei imaginando que viria um senhor de meia idade, magro demais e aparência cansada, mas quando a campainha toca e abro o portão tudo que eu tinha imaginado foi pro ralo !!! Ali estava ele, 23 aninhos, 1,75 de altura, moreno claro, corpo bem definido, olhos castanho claro e uma boquinha carnuda e rosada que me arrepiou inteira!

Disfarcei a agradável surpresa e o chamei pra entrar e o levei até a sala onde montaria o móvel, passei as orientações e pedi licença para terminar de lavar a roupa, minutos depois volto e percebo que ele não tirava os olhos dos meus seios enquanto conversávamos, pois a blusa molhada insistia em grudar no meu corpo e de alguma forma ele tentava ver através dela, pedi licença novamente, pois precisava trocar a roupa molhada.

A essa altura eu já tava cheia de maldade, entrei no quarto e deixei a porta aberta e me troquei ali mesmo, pude ver pelo reflexo do espelho do guarda roupa ele me olhava descaradamente, com aquela boquinha entre aberta e os olhinhos pidões, que Tesão isso me deu!

Coloquei um vestidinho casual pra lá de apelativo e voltei para sala como se nada tivesse acontecido, me sentei no sofá e ficamos conversando sem pretensão, vida, clima, trabalho…vida amorosa, perguntou se eu era casada e eu disse que sim, ele começou dizer que tinha uma namorada, mas que de vez enquanto dá umas escapadas, afinal arroz e feijão todo dia enjoa!

Enquanto isso eu ia abrindo lentamente minhas pernas e fechando e ele atento a todos os movimentos, o móvel já estava montado e ele não tinha tomado nenhuma iniciativa mais firme e eu já não tinha esperanças de que ia acontecer algo mais, eu não iria pra cima como uma louca, já havia dado todas as oportunidades e nada, iria dar a última carta. Ele me pediu pra assinar a ficha de serviço, virei de costas pra ele e me curvei apoiando na mesinha de centro com a bunda virada pra ele, pude sentir o pau dele roçando na minha bunda, levantei inocentemente e entreguei a caneta e disse: Te levo até a porta?

Transei gostoso com o montador de móveis

Ele sorriu me puxou pela cintura e me beijou como se eu fosse a fruta mais doce que ele já provou, ele sentou no sofá ainda agarrado em mim e me beijando, me sentou em seu colo, aquela calça já estava a ponto de rasgar de tão duro que tava aquele pau, um volume sobrenatural e eu estava louca pra ver, sentir, colocar tudo na Minha boca, mas toda vez que eu ia por a mão ele meio que se esquivava de uma forma deliciosa, mordia meu pescoço, mamava meus seios.

Quando dei por mim, já estava completamente nua, ele me deitou sobre a mesa de centro e escancarou minhas pernas, começou mordiscando entre minha coxas, lambendo minha xaninha levemente e abrindo aos poucos com a língua alternando suavidade com abocanhadas deliciosas, essas horas eu já gemia como louca, era incontrolável aquele homem realmente sabia o que tava fazendo!

Ele se levantou e tirou a camisa e me perguntou se eu queria que ele tirasse a calça, eu nem consegui me conter, é claro que eu quero e me levantei e fui em direção a sua braguilha, ele me olhou e disse não se assuste tá! Quando eu abri… pensa numa tora, era tão grosso que uma mão não era capaz de a volta com os dedos, era medonha, mas linda! E eu não conseguia parar de pensar em como eu daria conta de tudo aquilo, nem na boca caberia, mas já tava ajoelhada né!? Agora era  só rezar!

Se você não quiser continuar eu entendo, ele falou e eu disse que era mulher de correr…pra cima! E era tudo que ele queria ouvir! Enrolou meus cabelos em sua mão e começou a forçar a entrada do seu pau na minha boca, mau cabia a cabeça do pau, mas aquilo me exitava tanto, nunca tive um cacete daquele padrão na boca, deixei o pau dele todo babado, lambia como se fosse um sorvete enquanto olhava pra ele.

Ele me levantou e colocou de quatro, lambeu minha bucetinha novamente deixando toda molhada, segurou seu pau e começou a esfregar na minha buceta, eu tremia de tesão e ansiedade, ele forçava um pouco a entrada e nada de entrar e novamente e enquanto isso se repetia eu gozei como nunca, mesmo sem ter havido a penetração eu gozava e gemia muito, ele notou minha excitação e aproveitou pra socar com tudo e entrou, como eu gritava, não pudia me conter, aquilo tava bom de mais, me senti uma virgem que acabara de ter seu hímen rompido, mistura de dor com tesão, eu estava inteiramente preenchida e ele me fodia como um cavalo fode sua égua, dava pra sentir o prazer dele, gemia e urrava deliciosamente, nossos gemidos se misturavam e eu empinava cada vez mais, eu queria aquilo tu do dentro de mim, queria mais e com mais força e pedia pra que não parasse…

Ele perguntava ofegante se eu queria gozar outra vez e respondi que sim… Ele levou seu dedo na minha boca e pediu pra que deixasse bem molhadinho e novamente começou a seção socada firme, eu já não sabia se babava o dedo ou gritava, eu não pude segurar mas e gritei eu vou gozaaarrr…

Com aquele dedo que me pediu pra lubrificar ele enfiou no meu cu sem nenhum aviso, o prazer foi tanto que nem deu trabalho pra entrar, enquanto socava aquele pau imenso na minha buceta me arrombando inteira seu dedo atolado no meu rabo me levaram a um transe incrível, era tanto prazer, tanto tesão, eu tremia como uma atriz de filme pornô e eu nem imaginava que isso era possível!

Assim que voltei pra terra ele também já não estava aguentando, tirou o pau pra fora e gozou esfregando o pau no meu cu, que essa hora piscava querendo ganhar pau também! Algum tempo depois ele ganhou, talvez em outro conto eu conte como foi!



Leia Contos eroticos relacionados

3 comentários para “Transei com o montador de móveis

  1. caio • 17 de junho de 2020

    Delicia de conto. Fosse seu marido vc ia ter rola direto na buceta porque adoro ver uma bucetinha arrombada.

    • Soraya • 30 de junho de 2020

      Que delícia!

  2. Edvaldo • 3 de julho de 2020

    Eu adorei seu conto queria te arrombar também

Deixe seu comentário

Ler Contos Eróticos Reais Grátis.
© 2011 - 2020 - Contos Eróticos: Histórias Reais de Sexo, Contos Pornô

porno - contos eroticos - quadrinhos eroticos - xvideo - Filmes Porno - redtub - Xvideos - xvídeos

error: