Minha boca cheia de esperma de outro homem

  • 19 de agosto de 2020
  • 1176 views
3 votes

Eu entrei em casa e beijei meu marido como nunca tivera beijado antes; foi um beijo de língua demorado, trocamos todas as salivas possíveis.

Eu fiz isso logo após chegar em casa, sem nenhuma razão aparente, simplesmente cheguei em casa e beijei ele. O detalhe? Outro homem, um qualquer que eu acabara de conhecer no metrô, havia gozado na minha boca uma quantidade colossal da esperma, eu engoli tudo e deixei diversas gotículas na minha boca, havia muitos resquícios daquele esperma no momento em que beijei meu marido.

Trair meu marido com um estranho do metrô

Em dez anos de casada eu nunca havia engolido o esperma do meu marido, nem sequer eu deixava ele gozar na minha boca, raramente eu fazia um boquete, era só um papai e mamãe mixuruca, o suficiente para fazê-lo gozar. Para aquele estranho eu dei meu cu, fiz um boquete de garganta profunda e bebi toda sua porra. Ele me deu tapas bem fortes na minha bunda enquanto enfiava aquela piroca em mim, aquela rola enorme e deliciosa.

Sim, eu beijei meu marido logo após o ato, não lavei a boca e nem escovei os dentes, eu fiz questão de beijá-lo com a mucosa ainda cheia de gotículas de esperma. Eu passei aquele esperma pegajoso de um completo estranho para meu marido, o homem que me sustenta, o homem que faz tudo por mim, o homem que esteve comigo nos piores momentos da minha vida e me apoiou, fez tudo por mim o coitado, e ele não fazia a menor ideia do que estava acontecendo.

Ele achou que era um ato de afeição meu, beijá-lo daquela forma, do nada, ao chegar em casa, só podia ser um ato de amor, pensara ele, mas não era.

Eu o via como um macho inferior, um beta, um verme. O miserável nunca teve coragem de me dar um tapa sequer, nem nos momentos de discussão. Nunca teve coragem de discordar de mim, sempre teve medo de me perder, era dependente das migalhas emocionais e sexuais. Então fiz aquilo por vingança pessoal, por ele nunca ter despertado nenhuma emoção forte em mim; então passei sim, aquele esperma, aquela porra grossa para boca dele e isso era só o começo.

Para mim foi um ato libertador. Eu nunca ficara tão excitada quanto naquele momento. Minha boceta ficou toda molhada, e mal ele sabia o motivo.



Leia Contos eroticos relacionados

4 comentários para “Minha boca cheia de esperma de outro homem

  1. Juan • 10 de setembro de 2020

    Deixa eu te comer, cadela.

  2. Reynaldo • 15 de setembro de 2020

    Ola Gostaria conhecer vc safada, entra em contato.

    Beijo no seu cuzinho.

  3. M. • 25 de setembro de 2020

    fiquei de pau duro bati uma punheta entra em contato comigo adoro uma mulher puta tenho um amigo que pode participar….

    • José • 13 de outubro de 2020

      Quero sua buceta cachorra

Deixe seu comentário

Ler Contos Eróticos Reais Grátis.
© 2011 - 2020 - Contos Eróticos: Histórias Reais de Sexo, Contos Pornô

porno - contos eroticos - quadrinhos eroticos - xvideo - Filmes Porno - Porno Brasileiro - Xvideos - xvídeos

error: